Ascensão da China é irreversível e incontornável. O que nos espera então? Lançamento de Livro.

1111111111paulolivroPaulo Duarte, Mestre e Doutorando em Relações Internacionais diz que a ascensão da China é impossível de ser contida, e que isso deve mudar drasticamente o equilíbrio do poder no planeta.

Chegou a hora! O ponto de não-retorno foi atingido, pelo que a ascensão da China é irreversível e incontornável. O que nos espera então? Uma mudança do equilíbrio no poder mundial suscetível de destronar o Hégemon e coroar o dragão? Perguntas possíveis, respostas incertas num presente volátil recheado de horizontes tão ou mais imprevisíveis. Como advertia  Sun Tzu, “A suprema arte da guerra consiste em derrotar o inimigo sem lutar”. Ora, o Dragão não luta mas discreta e subtilmente ganha terreno. Mas será o chamado ‘perigo amarelo’ uma real ameaça ou apenas um mito? A resposta não é evidente, sendo que a presente obra pretende tão somente ser um farol para ajudar a discernir com mais clareza os desafios e tempos que se avizinham.

Paulo Duarte é licenciado em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica Portuguesa, tendo sido galardoado com o ‘Prémio TVI’ (atribuído ao melhor aluno da licenciatura na variante social). O autor é mestre (Grande Distinção) e doutorando em Relações Internacionais na Université Catholique de Louvain. Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian, é autor e revisor de vários artigos científicos em revistas nacionais e internacionais. Entre os seus principais interesses de investigação estão a China e a Ásia Central, onde realizou ampla pesquisa doutoral (Cazaquistão, Quirguistão e Tajiquistão).

  • Autor: Paulo Duarte   Data de publicação: Dezembro de 2014
  • Número de páginas: 310  ISBN: 978-989-51-2712-2
  • Colecção: Compendium

O autor pode ser contatado através de [email protected]

Share Button

Artigos importantes

Obama quer declarar guerra ao Estado Islâmico. Ele deveria armar os curdos?
China aumenta capacidade de transportar tropas de assalto para locais longínquos.

Comentários