DISCURSO intervencionista atribuído ao Comandante do Exército, GENERAL Villas Bôas, viraliza na rede.

TEXTO CALUNIOSO COMANDANTE DO eXERCITODISCURSO intervencionista atribuído ao Comandante do Exército, GENERAL Vilas Bôas, viraliza na rede.

Nessa quinta-feira recebemos de várias fontes um texto supostamente elaborado pelo General EDUARDO DIAS DA COSTA VILLAS BÔAS, Comandante do Exército Brasileiro, onde o militar teria deixado claro que uma INTERVENÇÃO MILITAR seria realizada se o povo se manifestasse nesse sentido. O general teria também dito que o Brasil atualmente é “comandado de FORA”.

Ora, na semana passada o referido oficial disse, em relação aos pedidos de intervenção militar, que  “Isso absolutamente não procede. Não tem nenhum fundamento. O Exército é uma força de sustentação do Estado Democrático de Direito e deve obediência à presidente da República, que é nossa comandante-em-chefe”.

Infelizmente algumas pessoas acabam usando mentiras e invenções no afã de arregimentar a sociedade em torno de suas propostas de mudança rápida. Colocam palavras nas bocas de pessoas que tem credibilidade, e isso é algo imperdoável. É obvio que acreditamos que o país tem que mudar. Mas, não podemos concordar que essas mudanças sejam realizadas com base em mentiras. Ha gente honesta e capaz se mobilizando e tentando mobilizar o país em torno de novas propostas, e esses merecem todo nosso apoio.

Entre outras coisas o texto atribuído ao general diz:  

“As Instituições Públicas FORAM TOMADAS e administradas por INTERESSES REVANCHISTAS, PARTIDÁRIOS E PARTICULARES, de seus ocupantes;”

O Povo tem o direito e o dever de propor e ratificar a criação de um Novo Sistema Político, para se estabelecer um Novo Brasil”. Isso porque SERÃO SEMPRE OS MESMOS POLÍTICOS CRIMINOSOS que farão as leis… E vocês acham que poderemos perder tempo e esperar alguma mudança em benefício do País e da população, oriunda desse lado? Nunca! Mas uma ação dessa magnitude, também não seria ilegal e inconstitucional?”

“Seria uma AÇÃO POPULAR E DA SOCIEDADE, com apoio total das Forças Armadas, e baseada na CONSTITUIÇÃO, com o propósito de RESTABELECER O IMPÉRIO DA LEI (Rule of Law), o qual está sendo violentado consistentemente, pelo próprio Presidente do Poder Executivo, ao desconsiderar as disposições da Constituição do País, exercendo um domínio ilegal, corrupto e imoral sobre os Poderes Legislativo e Judiciário. Esse domínio se traduziu em alterações criminosas, injustas e antidemocráticas na Carta Magna e nas Leis brasileiras que conduzem o atual poder a um Golpe de Estado e eliminação do Estado de Direito.”

“Somente assim existirá alguma possibilidade de se CRIAR UM NOVO SISTEMA POLÍTICO. De SE CRIAR UM NOVO BRASIL. Tudo dependerá sempre dos únicos responsáveis pela existência da nossa sociedade, de nosso País, de nossa Nação: os CIDADÃOS BRASILEIROS UNIDOS em sociedade. Vamos construir juntos um novo Brasil?”.”

   É obvio que muito do que consta na carta atribuída ao general é pensamento corrente entre a sociedade que se levanta em oposição contra o partido que comanda atualmente o Brasil. Contudo, o texto, maldosamente, mescla pensamentos coerentes com mentiras e sugestões atribuídas ao Comandante do Exército brasileiro. Como dissemos acima, jamais usaremos as armas dos inimigos da democracia, que são a mentira, a falsidade e a manipulação.

    O arquiteto dessa farsa a fez no claro intuito de tentar criar a falsa esperança de que o Exercito Brasileiro está agora, por meio de seu comandante, se manifestando em favor do que se chama hoje de INTERVENÇÃO MILITAR constitucional. 

 Nota do Editor:   À sociedade que se levanta em prol de um país melhor cabe menos ingenuidade e sempre verificar a fonte de qualquer nota bombástica, como essa notícia, que inverte completamente o rumo dos acontecimentos e nega as próprias declarações recentes do Comandante do Exército. O fato de ter viralizado e se isso foi repetido milhares de vezes não a faz verídica. Só em mentes deturpadas as mentiras repetidas se tornam verdades. Já sabemos que vai chover e-mails, lamurias e comentários nos campos abaixo, advindos de gente dizendo que inventamos que o GENERAL não disse que quer uma INTERVENÇÃO. Sabemos que vão aparecer supostos militares da reserva, tenentes, reservistas e outros dizendo que até falaram com o comandante citado acima. Eles nos acusarão de anti-Brasil e coisas do tipo pelo simples facto de revelarmos a verdade mais uma vez. Contudo, aqueles que percebem que pilares como honestidade, decência e sensatez não podem ser abandonados nessa campanha para a reconstrução do Brasil estão em número bem maior, e são estes que fazem nossa revista permanecer entre as mais acessadas na categoria.

Em tempo: A todos os que reclamaram da informação acima, dizendo que eramos “estraga-festa”. Hoje recebemos informações de que, depois que publicamos o texto acima, os autores das páginas que distribuíram a falsa informação sobre o suposto discurso do Comandante do Exército admitiram que a publicaram e montaram um vídeo de vários minutos, divulgando-a nas redes sociais, sem verificar a fonte. Disseram ainda que a “fonte” de onde obtiveram o texto “sumiu”.

Robson AD. Silva – Cientista Social – Editor de Revista Sociedade Militar

VEJA AQUI o texto completo atribuído ao Comandante do Exército.

Share Button

Artigos importantes

Muçulmano esconde israelenses em ATENTADO terrorista.
Deputado propõe no CONGRESSO mudanças SIGNIFICATIVAS para as Forças Armadas.

Comentários