DEFESA – Operações em datas CONFIENCIAIS  – Brasil investe em MONITORAMENTO de FRONTEIRAS

DEFESA – Operações em datas CONFIENCIAIS  – Brasil investe em MONITORAMENTO de FRONTEIRAS

O Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (Sisfron), um programa desenvolvido por meio do Exército Brasileiro, receberá em 2017 mais de R$ 450 milhões. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (04), pelo ministro da Defesa, Raul Jungmann, após reunião ministerial com o presidente Michel Temer, no Palácio do Planalto.

DEFESA SISFRON INVESTIMENTO

Numa entrevista coletiva, o ministro da DEFESA Raul Jungmann informou também que as Operações Ágata sob a liderança da Defesa e coordenadas pelo Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) serão repetidas com maior freqüência em datas que não serão divulgadas antecipadamente justamente para surpreender as quadrilhas que atuam na faixa de fronteira.

O ministro lembra que as operações, que ocorriam num período certo do ano, mostrou-se pouco eficaz e por isso as diretrizes foram revistas.


“A Ágata será continua. Não apenas num período só. Terá o elemento surpresa e vai se apoiar no sistema de inteligência”, explicou.

Raul Jungmann informou também que o governo contará com 35 mil militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica em atuação nos quase 17 mil quilômetros de fronteira. “Em diversos momentos empregaremos as tropas das Forças Armadas”, informou o MINISTRO.

Revista SOCIEDADE MILITAR

Share Button

Comentários