TERROR no Rio Grande do NORTE – Cabeças são atiradas por cima de MURO do presídio

Vamos apenas “observar enquanto eles se matam"

Vários militares informam que 3 cabeças foram atiradas por cima de MURO do presídio. Contudo, ninguém quer confirmar a informação oficialmente.

imagem cabeças .alcaçuz

Absurdo, trágico e infelizmente… previsível.

Não precisa ser muito inteligente para perceber que todos os presídios do país estão se tornando um verdadeiro barril de pólvora.

Depois das rebeliões do norte do país, da grande briga de facções, resta somente aguardar qual será o próximo presídio a exibir cenas de terror por meio das redes sociais e telejornais de todo o país.

O presídio de Alcaçuz, no Rio Grande do Norte, tem mais de 1150 presos, o dobro de sua capacidade.

Membros da segurança pública vivem um dilema por causa da inversão de valores no país. Se entrarem no presídio com o intuito de terminar com a rebelião não podem o fazer delicadamente sob risco de se tornarem os próximos reféns. Se entrarem com vigor, como deve ser feito, e algum preso for morto ou ferido, certamente serão penalizados, processados, talvez expulsos das corporações e presos.

Militares de Natal revelaram “em off” a Revista Sociedade Militar que a ordem por enquanto foi de "não fazer nada", apenas “observar enquanto eles se matam

Revista Sociedade Militar

Share Button

Comentários