Games MILITARES – Forças Armadas, Wargames e o crescente interesse pelo assunto

Os militares sabem que o preparo para a guerra é ferramenta indispensavel para manutenção da paz. Por isso nas academias militares e centros de comando operacionais com frequencia se valem de simuladores, ou como chamados pelos militares, de jogos de guerra.

Adota-se termos técnicos como “cenários prospectivos”,  e simulação. 

carta náutica

A definição militar para jogos de guerra é: “Jogos de Guerra são instrumentos que simulam as múltiplas situações em ambientes complexos e sempre dinâmicos que permitem gerar desafios aos tomadores de decisão

Quando em nossos treinamentos tentamos descobrir o máximo de variáveis possíveis a ocorrer em um possível combate entre frotas de navios ou exércitos. Quem nos observa percebe que agimos como se fosse um grande jogo entre adultos. Onde cada um de nós, ou grupos, combate em lados diferentes em um ambiente controlado e previamente estabelecido.

A importância disso é tão grande que na escola de GUERRA NAVAL do Brasil existe o Centro de Jogos de Guerra, comandando por um Capitão de Mar-e-Guerra. Outras forças armadas por todo o planeta mantêm centros semelhantes.

A profissão militar nunca foi tão atual. As notícias sobre operações militares, espionagem e combate contra o terrorismo ano após ano ocupam parcela significativa dos noticiários. No Brasil os sites militares, como a Revista Sociedade Militar, estão num crescente interessante e recebem visitas de gente de todas as idades. Pesquisas de opinião demonstram seguidamente que as Forças Armadas são as instituições mais respeitadas do país.

Capacidade de simular a realidade

Está em franco crescimento a busca por ferramentas eletrônicas que possibilitem ao cidadão comum entrar em um ambiente militar, participar de jogos de guerra e, de forma bem parecida com o que ocorre em centros de operações e academias militares, testar sua habilidade na tomada de decisões estratégicas e manobra de meios operativos .

Portanto, já não é necessário ser militar para participar de jogos de guerra com altíssima tecnologia. Muitos jovens das Forças Armadas ja chegam nas academias com bastante noção de estratégia militar, orientação espacial, navegação etc. Noções estas que acabaram sendo adquiridas em função da utilização de bons wargames existentes no mercado. 

Os militares também passam bastante tempo estudando batalhas ocorridas nas últimas grandes guerras. Discute-se o assunto abordando-se principalmente o armamento utilizado, estratégia de combate, manobrabilidade dos meios operativos da época e os erros cometidos pelos comandantes.

O game World of Warships, um incrível MMO tático (Massive Multiplayer Online) desenvolvido pela Wargaming, especialista no desenvolvimento de jogos de guerra, é um clássico exemplo de tecnologia que entrega aos players uma engine que permite detalhes gráficos incríveis, realidade virtual apurada, ótima jogabilidade e variáveis infinitas, possíveis em razão de a inteligência por trás das táticas e estratégias implementadas durante o jogo ser humana, dos próprios usuários.

O game chega a considerar características das munições utilizadas, o dano causado de acordo com o angulo de entrada através da blindagem etc. É exatamente o que se espera de um verdadeiro jogo fiel à realidade da segunda grande guerra mundial.

A Wargaming é tão dedicada ao trabalho que chegou a nos surpreender, foi disponibilizado para os usuários “academias navais” online, onde podem aprender técnicas e estratégias de combate, detalhes sobre capacidade operacional de cada meio operacional e até receber aulas de navegação.

O game World of Warships pode ser baixado de graça no site oficial da empresa e roda em Windows e Mac.  Crie sua conta.

Robson A.D.Silva – Militar da Marinha (R1) – Revista Sociedade Militar

Share Button

Comentários