fbpx
Geopolítica / Religião.

Sim, é verdade. A China deve ENVIAR TROPAS para vários locais do PLANETA

Compartilhe

Sim, é verdade. A China deve ENVIAR TROPAS para vários locais do PLANETA.

Cada vez mais os norte-americanos se defrontam com os novos reagrupamentos de força que, para alguns, têm ameaçado o equilíbrio alcançado logo após a segunda grande guerra mundial. Países como China e Rússia tem mudado seu perfil antes passivo e conformado com a influencia local que possuíam, para uma fase de ações ativas no sentido de alargar fronteiras, primeiro com soft Power. Mas, em alguns lugares, já ativamente, com a presença efetiva de tropas, como tem acontecido no Oriente Médio.

Recentemente escritores americanos, Grygiel e Mitchell declaram que os países “revisionistas como Rússia, a China e o Irã”, aos poucos vão avançando seu campo de influencia ao mesmo tempo em que medem cuidadosamente as suas ações em uma tentativa de avaliar a reação americana a suas conquistas.

Alguns países com governos de esquerda, com sua tradicional rejeição ao que chamam de imperialismo estadunidense, têm buscado abrir suas portas para Rússia e China, numa tentativa de se aproveitar economicamente dessa tendência de alargar fronteiras por parte dessas grandes potencias cada vez mais imperialistas.

O Brasil há pouco tempo manifestou seu interesse em receber tropas russas para adestramento em seu território. O convite, realizado pelo atual ministro da defesa, senhor Aldo Rebelo, surpreendeu alguns militares, sobretudo pelo facto da Russia não ser parceiro tradicional do Brasil, como são os Estados Unidos desde os pactos firmados na Segunda Guerra Mundial.

Seria interessante a Rússia conhecer nossa doutrina militar de forma mais próxima e o reconhecimento do terreno, que é diferente“. Disse Aldo Rebelo.

China

Alguns militares brasileiros já forneceram informações e treinamento sobre guerra na selva para militares das Forças Armadas da China (Veja aqui).

A China atualmente é um dos maiores fornecedores de pessoal para missões de paz da Organização das Nações Unidas e está há algum tempo entre os membros permanentes. Só em 2015 mais de 2 mil militares chineses estiveram no exterior participando de missões de paz. Algumas pessoas acreditam que essa participação pode ser um dos primeiros passos para  aumentar a influência chinesa no mundo e permitir que militares retornem para a China com conhecimento estratégico sobre os países onde atuaram

Agora a CHINA resolveu implementar de fato sua intenção com a criação por parte dos militares do Departamento para Ações no Exterior.

Revista Sociedade Militar

Compartilhe

Mais acessados da semana

To Top