Forças Armadas

AERONÁUTICA quer privatizar parte da REDE de COMUNICAÇÕES usada pela força

AERONÁUTICA quer privatizar parte da REDE de COMUNICAÇÕES 

fab comunicações

A audiência pública realizada nesta quarta-feira, dia 11 de janeiro, no INCAER, no Rio de Janeiro, debateu a manifestação de interesse na estruturação de uma Parceria Público-Privada para a gestão da Rede de Comunicações Integrada do Comando da Aeronáutica. 

A Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) foi responsável por promover o evento que teve o objetivo de explicar para a sociedade quais os principais aspectos do projeto.

A audiência contou com a presença de 45 espectadores e 17 empresas interessadas.

Responsável pela implementação da PPP, a CISCEA quer explorar uma nova alternativa de atividades no apoio ao controle do espaço aéreo. A meta seria atingir maior eficiência e eficácia na gestão da Rede de Comunicação Integrada do COMAER.

Segundo o presidente da CISCEA, Major-Brigadeiro do Ar Sérgio Roberto de Almeida, a PPP segue exemplos de projetos similares, como o da Organização Europeia para a Segurança da Navegação Aérea (Eurocontrol) e da Administração Federal de Aviação dos Estados Unidos (FAA).

O oficial-general também ressaltou que a parceria trará economia de custos e agilização de contratos.

A empresa parceira será responsável pelo projeto, instalação, a operação, a gestão e a manutenção da rede de telecomunicações, por um período mínimo de 25 anos. O prazo representa até três ciclos de vida de atualização tecnológica, visando garantir o estado tecnológico requerido da rede, considerando a evolução das necessidades do sistema CNS/ATM.

“Pretendemos ter um alívio nas contas públicas e previsibilidade dos gastos, sem nos preocupar com variações orçamentárias, podendo redirecionar esforços para nossa atividade-fim, que é o controle do espaço aéreo”, explicou o Chefe da Divisão Técnica da CISCEA, Tenente-Coronel Engenheiro 

Revista Sociedade Militar – Com informações da Força Aérea Brasileira

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top