fbpx
Colaboradores - artigos, estudos, reportagens

DEMOCRACIA ACABADA….O ABSOLUTISMO FRANCÊS DO SÉCULO XVI REINVENTADO EXPLODE O BRASIL DE HOJE EM “RINCÕES” DE POBREZA E VIOLÊNCIA …….

Compartilhe

DEMOCRACIA ACABADA….O ABSOLUTISMO FRANCÊS DO SÉCULO XVI  REINVENTADO EXPLODE O BRASIL DE HOJE EM “RINCÕES” DE POBREZA E VIOLÊNCIA …….

 EDUARDO SOBREIRA MUNIZ – CMG FN RRM e PROFESSOR PÚBLICO

A grande marca da democracia brasileira não é só  a corrupção, mas a pobreza geral, sem volta, submissa a interesses atualmente emanados do cerne POLÍTICO. A pseudodemocracia brasileira se sustenta no misticismo de alguns políticos  que se moldam na imagem mentirosa de semideuses que amam os pobres  e querem seu bem.  São MUITAS  figuras envoltas na áurea de São Francisco, mas, mas com o sangue de lobos. A POBREZA E A VIOLÊNCIA que crescem no Brasil, como aqui em Fortaleza por exemplo, que tiram, subvertem, nossas esperanças quanto  a toda nossa riqueza mineral e agrícola que é exportada,  retorne para nós povo através de qualidade de vida.  A  esquerda e a direita, EM GRANDE PARTE,  se moldaram na concentração de renda e na hipocrisia social, assim após quase trinta anos de pseudodemocracia o Brasil se aproxima do maior caos social de sua breve História de 500 e poucos anos independente do crescimento mundial.

Não há POLÍTICAS  sérias, DURADOURAS,  de industrialização, infraestrutura, saúde, educação e de construção moral pelo ensino do reto agir e reto pensar do jovens. TUDO ACABA EM GRANDES ROMBOS SEGUNDO A MÍDIA. Nossos jovens são atacados por uma pornografia consumista exposta  em parte da mídia. O futuro é sombrio pois, além disso, por exemplo, fortes nomes para o governo federal e estadual, além do congresso, em 2018  tem seus nomes cheios de denúncias de órgãos públicos federais a quem tenho a confiança de serem funcionários públicos que emanam em grande parte do seio da sociedade de classe média , por concurso público e respeitam, além seus familiares, todos nós que vivemos nesta sociedade caótica. Esta classe de funcionários, como nós militares, não podem se apegar a um status quo que fere o progresso da nação como um todo.

Não temos saúde pública – os hospitais estão com poucos remédios,  leitos e capacidade de atendimento …..As ruas estão cada vez mais perigosas pela possiblidade de assaltos.

Não falo em especial de educação religiosa, mas de educação moral, não dos direitos dos negros, dos homens, dos homossexuais, das crianças, falo do direito comum de todos brasileiros – saúde, educação  e trabalho, INCLUSIVE PARA EU E VOCÊ. Todos nós temos que ser instruídos na ética e moral,

O teu direito não e maior do que o meu, o bem de todos é o mais importante, todos somos iguais perante a lei, o sistema tem que ser meritocrático, o poder do estado emana do povo,  e principalmente:

Diz o art. 5º da Lei de Introdução ao Código Civil:

“Na aplicação da lei, o juiz atenderá aos fins sociais a que ela se destina e às exigências do bem comum”.

ESTE É O PROBLEMA MAIS CRÍTICO DO MOMENTO:

Há uma sensação pública de muitos de que a alta cúpula do judiciário  é branda, compreensiva com  a elite política….eles são mais importantes que todos nós….a sensação humana é algo subjetivo, inerente ao homem, não há como evitar, é gutural, é inconsciente, não há dolo, por exemplo, um homem que sobrevive a queda de um avião na áfrica e sai caminhando pela noite ouvindo os urros dos leões,  latidos das hienas, a fuga dos búfalos, ele sabe que pode morrer independente de estar armado…..se sente sem saber , se compreende que há um status quo maior para poucos vigendo sobre os interesses comuns , de todos, da sociedade 

A REVOLUÇÃO FRANCESA – IGUALDADE, FRATERNIDADE E LIBERDADE VENCENDO A HIPOCRISIA

O CASO DO SENADOR AÉCIO NO SUPREMO E O DECORRENTE CASO DA ALERJ NO RIO DE JANEIRO nos mostra a reconstrução do ABSOLUTISMO FRANCÊS no Brasil,  O ESTADO SOU EU, frase de Luís XIV, onde a vontade do soberano é maior do que a do povo, aliás não existe vontade do povo, SE NÃO TEM PÃO , DÊ-LHES BRIOCHES, frase de Maria Antonieta que alienada como parte da elite brasileira, não entendia que não faltava pão e sim trigo para o povo. Esta senhora vivia em um castelo em festas, longe do povo e seus problemas……Além disso há “O DIREITO DIVINO DOS REIS” DE Bossuet que diz que os reis não podiam ser questionados  pois eram GERADOS no alto de forma divina.

                                      A   democracia não se sustenta assim historicamente, só pseudo democracias que se fundamentam na manutenção de status quo com bases desprezíveis.    Isto será abordado em futuro trabalho.

O que me chama atenção  é que os padrões e conquistas sociais do período militar, como crescimento  econômico de até 10 por cento ao ano, o crescimento da malha rodoviária e ferroviária, o desenvolvimento das exportações agrícolas, o crescimento da Petrobrás, foram mais fecundos que os da democracia ou pseudo democracia.

Veja o exposto na Isto é dinheiro.                                                 

https://www.istoedinheiro.com.br/noticias/economia/20140328/economia-ditadura/10249.shtml   

O Brasil cresceu mais e com inflação mais baixa isto é real não é mera verborragia demagógica.

Finalizando,

Devemos, no dia-a-dia, estudar mais para não sermos manipulados por propaganda partidária enganosa, devemos aumentar nosso espírito crítico, agir mais sobre a égide da ética e da moral. Podemos errar como pessoas, mas sempre propagar que o Brasil tem jeito com o governo correto e apoiarmos as forças judiciais que querem punir os corruptos. Devemos fugir do socialismo hipócrita sem progresso, a   distribuição de riquezas públicas fim  atender interesses privados e quem ataca o empresário honesto grande ou pequeno que é o grande gerador de empregos  no Brasil

Material recebido de COLABORADOR – EDUARDO SOBREIRA MUNIZ – CMG FN RRM e PROFESSOR PÚBLICO

Revista Sociedade Militar

Compartilhe
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top