fbpx
Forças Armadas

“Ninguém está sendo subversivo… buscamos o nosso espaço…” – Suboficial da MARINHA explica quais as demandas da MANIFESTAÇÃO DE MILITARES marcada para outubro

Compartilhe

Foi uma coisa que surgiu após a manifestação na porta do CIAA, veio um militar que era vereador e chegou lá não teve nem a oportunidade de entrar na reunião. Tenho pra mim que foi mais um blefe, balela. Queremos ser respeitados, que seja cumprido o acordo firmado no SENADO federal… até agora nada. Eu não votei no Bolsonaro por aumento.. .só que a insatisfação foi grande… quem puder esteja lá conosco…

Graduados das Forças Armadas, principalmente da Marinha e Aeronáutica, se articulam para manifestações em Brasília entre os dias 20 e 23 de outubro próximo. A categoria reclama mudanças na lei 13.954 nas partes em que a mesma prejudica pensionistas e algumas categorias específicas dentro das Forças Armadas. Em manifestação recente, ocorrida no Rio de Janeiro e coberta por vários jornais, um grupo chegou a chamar o presidente de traidor e alguns blogs de direita disseram que se tratavam de petistas.

O suboficial esclareceu que não há petistas ou militantes de qualquer partido no meio daqueles que reivindicam correções na lei 13.954, deixando claro que os pleitos viriam da família militar e se resumem a questões relacionadas aos salários da família militar, principalmente de militares da reserva e pensionistas. Estendendo um pouco a visão para além do mundo militar, o caos gerado pela chamada reestruturação dos salários parece não ter fim e indiscutivelmente é um dos problemas com maior potencial de gerar desgaste no governo porque todos sabem que os graduados das Forças Armadas apoiam Bolsonaro incondicionalmente desde antes do mesmo se candidatar a vereador nos anos 80. Vê-los em uma grande manifestação contra o governo acende luzes vermelhas em todo mundo. Muita gente está de olho na coisa, de esquerdistas a aliados ideológicos, os olavistas, todo mundo quer entender os motivos dessa ruptura entre o presidente da república e seus antigos companheiros de batalha.

Na entrevista com Wagner Coelho relembramos alguns momentos, como a discussão com o deputado General Peternelli, que disse que ia cortar o adicional de habilitação de todos os militares e o famoso almoço entre a cúpula do Ministério da Defesa e os parlamentares do Partido dos Trabalhadores

Publicado na Revista Sociedade Militar

Compartilhe
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top