Destaque

Exército brasileiro é notícia nos Estados Unidos. Caso Gabriel. Advogado da família informa que se não resolvida logo a situação do menino tende a piorar.

 luciano91597643373_651722946_n

Mais um capítulo do drama vivido pela família de Gabriel.

Luciano Hulk vai até Boston e faz cobertura do caso Gabriel, filho de militares do Exército Brasileiro.

Conversamos hoje com o advogado da família.

   O stress causado pela seguidas negativas e barreiras impostas pelo exército, que se nega a custear o tratamento necessário para a sobrevivência de Gabriel, um menino, filho de militares do Exército Brasileiro, que padece de um tipo raro de epilepsia (veja aqui), acabaram por gerar um caso psiquiátrico na mãe do menino, que é sargento do Exército. Perla hoje está de licença médica (psiquiátrica) e usa medicamentos que a auxiliam a manter o controle no dia-a-dia e cuidar do filho.

  O Exército ainda não cumpriu a decisão judicial de 10 de março, que determina que a união custeie o tratamento médico de Gabriel nos Estados Unidos. A demora da instituição militar em acatar a decisão, o que pode indicar que a União está recorrendo, foi noticia em jornais norte-americanos voltados para a comunidade que fala português.

Realmente, diante das notícias recentes que mostram que só para a festa da última passagem de comando do Batalhão de Guardas em Brasília o Exército gastou mais de 50 mil reais e com a passagem do Comandante do Exército mais de 40 mil reais, fica difícil compreender o motivo da instituição não arcar com os custos do tratamento médico da criança, que é muito mais importante do que fazer festas e comemorações para atos de serviço. 

Notícia do Jornal Contas Abertas : “… A fim de realizar a cerimônia de passagem de comando ocorrida na última sexta-feira (12), o Batalhão de Guarda Presidencial (BGP) empenhou R$ 50,1 mil no orçamento. A despesa inclui a locação de quatro geradores de energia elétrica, coquetéis volantes, coffee break e aparelhagem de iluminação… Texto Completo Aqui … O coquetel volante para o evento de passagem de comando do Exército, em Brasília, terá custo de R$ 48 mil. O montante a ser pago pela Secretaria-Geral do Exército inclui o buffet para coquetel volante, almoço … Completo aqui 

A interrupção do tratamento, já iniciado nos Estados Unidos, custeado por empréstimos seguidos feitos por familiares e doações arrecadadas pela comunidade brasileira em Boston, geraria um prejuízo enorme ao menino, certamente uma regressão e agravamento de seu quadro clínico. Segundo informado, a instituição militar insiste em que a mãe retorne ao Brasil, procedimento burocrático que poderia facilmente ser resolvido por outro meio: telefone, internet, uma visita a um consulado brasileiro nos EUA etc.

A família vive um gigantesco dilema. A mãe obviamente precisa permanecer nos EUA, não pode se dar ao luxo de abandonar a oportunidade única de melhorar a condição de saúde de seu filho. Por outro lado, se não retornarem ao Brasil a questão, além de médica, pode evoluir para um processo criminal de deserção contra a Sargento Perla. O militar que não regressa ao seu quartel após oito dias de terminada a licença, pode ser enquadrado no crime de deserção, cuja pena vai de seis meses a dois anos de detenção. O militar então, se condenado, passa à situação de criminoso comum, com ficha suja etc.

Código Penal MilitarArt. 187. Ausentar-se o militar, sem licença, da unidade em que serve, ou do lugar em que deve permanecer, por mais de oito dias: Pena – detenção, de seis meses a dois anos; se oficial, a pena é agravada.


  Como poderia uma mãe regressar ao Brasil e abandonar seu filho com um problema de saúde em outro país?

  Como poderia uma mãe interromper um tratamento, no único local onde existe, já iniciado e conquistado depois de muito esforço e com a ajuda de “vaquinhas” e campanhas realizadas por membros da comunidade brasileira que reside nos EUA?

  A imagem acima é do Jornal dos Sports, veículo de comunicação amplamente conhecido do público de língua portuguesa que reside nos EUA, que republicou artigo publicado no Brasil em Sociedade Militar e blog do Montedo na semana passada, mostrando o drama vivido pela família de militares brasileiros que luta pela vida de seu filho. 

 Esta Revista Online está disponível e cederá com prazer espaço para que as autoridades competentes expliquem o que está acontecendo. Por que a decisão judicial ainda não foi cumprida?

Contato: [email protected]/[email protected] 

Revista Sociedade Militar. http://sociedademilitar.com.br

2 Comments

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top