Marcelo REIS – Revoltados Online – Teria sido condenado por tráfico. Veja a VERDADE.

Novamente temos recebido e-mails informando que sítios na internet atestam que Marcelo Reis, líder do grupo REVOLTADOS ONLINE, seria um criminoso condenado por tráfico de drogas. Nossos leitores sabem que não temos qualquer vínculo com a liderança de Revoltados Online ou com qualquer outro grupo. A única coisa em comum com o líder citado é a vontade de ver o Brasil livre da quadrilha que saqueia várias instituições do nosso país.

Veja o texto sobre o MARCELO.

O que tem acontecido nesses últimos dias nos leva a crer que a mídia esquerdista está tentando dar visibilidade à oposição para depois denegri-la de diversas formas, principalmente àquela que tem ido para as ruas, e ousou entrar no Congresso.

Há algumas semanas recebemos denúncia de que o líder do Revoltados ONLINE, Marcello Reis, seria réu condenado por tráfico de drogas, recorrendo em liberdade. E que por isso agora assinava Marcello, com dois “L”. Os dados do processo seriam:  007838-61.2012.8.26.0361 – Procedimento Ordinário – Tráfico de Drogas e Condutas Afins – Réu: Marcelo Cristiano dos Reis. Outro colaborador nos informou que a denúncia está publicada na página F. Online, no facebook.  Veja ao lado.

Ficamos extremamente preocupados, principalmente por que a esquerda, caso a informação fosse verídica, teria uma grande arma em mãos, que certamente abalaria o movimento, que está em franco crescimento. Mas, obviamente, não publicaríamos denúncia tão grave sem atestar a veracidade da informação. Questionamos o próprio Marcello Reis sobre o fato, mas ainda não obtivemos resposta. Contudo, um amigo de São Paulo , com acesso ao sistema local, nos forneceu algumas informações importantes, que atestaram o que já desconfiávamos. Se trata de mais uma falsa acusação, o réu em questão é outra pessoa, nascida em 18/12/1993, que tem apenas 22 anos. Portanto, é obvio que não poderia ser Marcello Reis do Revoltados Online. Veja Abaixo.

A Comunidade Revoltados ONLINE cresceu inicialmente tendo como um dos seus pilares a proposta intervencionista. Pelo que entendemos, acreditavam que poderia-se de alguma forma convencer os militares das Forças Armadas a assumir o controle do país. A idéia era algo como fechar o Congresso, prender todos os políticos corruptos e depois de algum tempo retornar o país à normalidade democrática. No momento a comunidade online parece chegou ao consenso, de que deve-se primeiro tentar todas as vias democráticas possíveis

É evidente que a comunidade já entendeu que a estratégia de colocar o povo nas ruas para alcançar os objetivos propostos é extremamente eficaz. A ira e descontrole gerados na esquerda quando se levantam bonecos ou balões com a face do LULA PRESIDIÁRIO mostra que a esquerda está desesperada. A pressão popular tem obtido grandes resultados ao sustentar as ações que apuram os crimes da esquerda.

Urnas não auditáveis, corrupção generalizada, desarmamento da sociedade honesta, aliança com líderes radicais como Maduro e Fidel e afinidade com movimentos paramilitares como o MST, dão a muita gente a idéia de que o PT só deixa o governo por meio de uma ação radical. Para se ter uma ideia de a que ponto as coisas estão chegando, vejam esse texto de Jair Bolsonaro, de terça-feira (16/12). Nele o Deputado deixa bem claro que acredita que o PT só sai do Planalto na base da força bruta.

“… o “cancro vermelho” não será erradicado com bonitos e elucidativos textos ou com eleições informatizadas. O PT já foi longe demais para entregar para a oposição de forma pacífica o poder. Mais cedo ou mais tarde, a contragosto de muitos e torcendo eu para estar errado, algumas doloridas doses de Benzetacil podem ser aplicadas para salvar nossa democracia. Ou alguém aponte outro motivo pelo qual nossas Forças Armadas são caluniadas nos últimos 20 anos?”

Já dissemos aqui: Em uma democracia ninguém pode ser desprezado. A direita tem como característica valorizar a liberdade de expressão e o individualismo. Apologia à uniformidade é coisa de esquerdista. Se a liderança que agora surge for realmente perspicaz, digna de permanecer a frente de tão grande grupo, saberá valorizar cada opinião como parte importante do movimento. É importante entender a “voz das ruas” . O que o resumo das demandas nos apresenta, qual é a frase que resumiria tudo? 

Para nós a frase “intervenção militar” quer dizer exactamente: “De alguma forma tirem o PT do governo, esse partido está destruindo o Brasil de todas as maneiras possíveis”.

Articulistas como Reinaldo Azevedo e Felipe M. Brasil dizem que são poucos os que pedem intervenção, dão a entender que os intervencionistas indiretamente são aliados do PT e que o discurso em apologia à revolta armada acaba fazendo o partidão parecer democrático. Discordamos. Para nós somo como um “não aguentamos mais” A esquerda já faz o contrário, parece querer se aproveitar do momento, e tentam jogar mais lenha na fogueira, que já está em chamas. Falam em Golpe e até em participação de Militares na suposta empreitada golpista. Talvez pretendam, com essa estratégia, apressar a consecução dos planos esquerdolóides para o Brasil.

Pintando de monstro a cara da oposição pode-se sim aumentar a avidez da malta de idiotas úteis, assalariados ou não, em destruí-la. O recado enviado pela mídia chapa branca engajada, para a militância é, estamos em uma guerra e os adversários estão se mobilizando para dar o “golpe”, precisamos agir rápido.

Uma rápida radicalização dos movimentos de esquerda que apoiam o Partido dos Trabalhadores seria uma eficaz alavanca para gerar o caos, dando a desculpa que a intelligentsia esquerdoloide deseja para aumentar o controle sobre a mídia e sociedade.

Revista Sociedade Militar