Forças Armadas

ATENÇÃO. Pt determina que militância aguarde ordens

Atenção. 

A Sociedade honesta e pacífica já percebeu que não ha necessidade de que qualquer pessoa entre em confronto coma militância petista ou com qualquer um que tente defender LULA ou outros esquerdistas. A movimentação da sociedade nas ruas e redes sociais já surte o efeito desejado e estabeleceu pilares que hoje apoiam a ação da polícia federal e ministério público.

A sociedade que ao longo dos últimos anos tem construído a vitória sobre a esquerda corrupta tem que se lembrar da máxima que diz que uma vitória sem enfrentamento físico é a maior das conquistas para um estrategista.

Aos questionamentos do Por que? Lula foi detido hoje tão “repentinamente” basta uma simples resposta: Poderia destruir provas importantes. Provavelmente ocorreria tumultos perigosos.

Confrontos nas ruas apenas criariam problemas. Não ha qualquer necessidade de enfrentamento, ninguém será convencido a mudar de posicionamento político na base da agressão. Isso é um processo demorado.

Como se pode perceber, as coisas estão acontecendo de acordo com a lei e as autoridades constituídas farão todo o possível para que esta seja cumprida integralmente.

Nesse momento temos informações que em vários locais do país a militância de esquerda aguarda ordens. Rui Falcão determinou que todos os diretórios estejam em vigília. A CUT, um dos principais polos de concentração de “soldados” da esquerda, também entra em “vigília” a partir dessa manhã. A central sindical criou um movimento que batizou de “frente ampla em defesa de LULA“.

As informações podem ser confirmadas pelas ordens do PT por meio das próprias redes sociais.

O que as Forças Armadas vão fazer? Muitos perguntam.

A princípio a segurança pública é encargo dos membros da federação. Se eventualmente ocorrer tumultos e a situação extrapolar os limites em que os mesmos possam ser controlados pela polícia militar, podem ser acionados os militares das Forças Armadas para as já conhecidas ações GLO.

É sensato crer que as ameaças que citavam o “exército da esquerda” não passam de um blefe no sentido de dissuadir ações mais enérgicas contra ícones da esquerda.

Alguém acreditaria que um exército de maltrapilhos enfrentará homens com armas de fogo?

O que podem fazer é reclamar, fechar uma estrada, quebrar sinais de trânsito e depredar um ou outro edifício. 

A militância paga é uma minoria e pode se contida no momento em que as forças de segurança entenderem que seja preciso.

A situação não tende a se descontrolar. Contudo, se for necessário, é obvio que as Forças Armadas não se omitirão de cumprir o seu dever constitucional.

Revista Sociedade Militar

1 Comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top