Forças Armadas

Trégua em ALEPO. Tensão entre MOSCOU e OCIDENTE aumentam muito e geram incerteza.

russos em alepo

russos em alepo

A trégua humanitária declarada por Moscou na cidade síria de Aleppo entrou em vigor nessa quinta-feira, às 8:00 da manhã.

Depois de enviar sobre os bairros insurgentes em Aleppo, com cerca de 250.000 habitantes, uma “chuva de fogo” e incorrer por isso em acusações de crimes de guerra, Sergei Choïgu disse terça-feira que a Rússia e o governo de Bashar al-Assad suspenderam seus ataques a Aleppo pelo ar, para permitir a pausa humanitária de 48 horas.

O objetivo da trégua em Alepo seria “separar os terroristas” do restante da sociedade.

O cessar-fogo foi posto em prática com dois dias de antecedência, para assegurar a elaboração da pausa humanitária que começa hoje.

O presidente Vladimir Putin disse em uma reunião hoje em Berlim com o seu homólogo francês, François Hollande, e a chanceler alemã, Angela Merkel, que a Rússia está pronta para manter o cessar-fogo em Aleppo na Síria enquanto for necessário.

De acordo Sputnik Notícias , jornal manobrado pelo governo russo, Putin também lembrou aos seus parceiros europeus que Moscou está planejando reavivar o desenvolvimento de uma nova Constituição síria.

Autoridades e ativistas de causas humanitárias esperam que as acusações que pairam sobre os russos não atrapalhem o desenrolar da evacuação. Veículos de comunicação da Rússia tem divulgado pesquisas que atestam que mais de 70% dos russos consideram que NÃO se pode considerar criminosas as ações dos militares em Alepo.

Oito corredores humanitários, incluindo seis para a evacuação de civis, doentes e feridos, e dois para a retirada de rebeldes armados, mas que também pode ser usado para civis, foram criados“, anunciou o exército russo ainda na quarta-feira.

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top