MILITARES da Força de PAZ das Nações Unidas foram mortos na África

MILITARES da Força de PAZ mortos na África

Foram encontrados corpos de mais três boinas-azuis desaparecidos depois do ataque a um comboio da Força de Paz que se deslocava na República Centro-Africana. Com isso, sobe para quatro o número de soldados das tropas de paz mortos no local. O comboio foi emboscado por um contingente da milícia conhecida como aniti-Balaka, perto da cidade de Bangassou, que fica a 474 km de distância da capital Bangui.

Segundo o comando oito integrantes da milícia anti-Balaka, de maioria cristã e responsável pelo ataque, foram mortos pelas tropas da ONU. As Nações Unidas disseram que o boina-azul assassinado era cambojano e os feridos do Marrocos. Ainda não há informação sobre a identidade dos três últimos soldados encontrados.

Milícia Anti-Balakamilicia anti-balakaA milícia Anti-Balaka ja existia como forma de auto-proteção das aldeias na República Centro – Africana. Mas, a sua forma atual, maior e mais ousada, surgiu depois que um golpe perpetrado por muçulmanos em 2013 retirou do poder o presidente cristão, que representava 70% da população.

Em tempo: O corpo de mais um membro das Forças de Paz foi encontrado, totaizando então 5 o número de mortos na emboscada ocorrida em 9 de maio (terça-feira).

Revista Sociedade Militar