Robson Augusto

Aécio NEVES seria o candidato “menos pior” para o Clube Militar – relembrando

Aécio NEVES seria o candidato “menos pior” para o Clube Militar – relembrando

Quem se lembra ainda da já longínqua campanha presidencial de 2014 deve se lembrar que o Presidente do Clube Militar fez oposição ferrenha contra DILMA ROUSSEFF, mas não se declarou como admirador ou apoiador de qualquer outro candidato.

Como se soubesse o que estava por vir sobre o político mineiro, o sábio General Pimentel  deixou bem claro que Aécio seria o seu candidato, não por sua excelência, antecedentes ou belo programa de governo, mas pela possibilidade que então possuía para acabar com a era PT, o que já seria um grande avanço.

Qualquer coisa seria melhor do que o Partido dos Trabalhadores no governo.

Veja o texto publicado em setembro de 2014 no site do Clube Militar RJ

“Após ter recebido inúmeros comentários sobre o texto produzido pelo Gen Bandeira, sob o título de “Fio de Esperança”, divulgado como o pensamento do Clube Militar, cabe esclarecer que não estamos apoiando a candidata Marina.

O título, “Fio de Esperança”, foi sugerido, por mim, bem como a oportunidade da divulgação do polêmico texto e suas linhas gerais.

Deve ser visto como a esperança do fim da era Lula/PT que tantos males já causou ao País.

Tudo isso coerente com o que escrevi durante a minha campanha: “Nem interessa tanto se para A, B ou C, o importante é mudar já”.

O candidato que consideramos “menos pior” é o Aécio, terá nosso voto (meu) e foi o único convidado por nós, presidentes dos Clubes Militares, para apresentar sua proposta de governo. Estava tudo acertado com seus coordenadores de campanha (Otávio Leite e Marcio Fortes). Infelizmente o candidato desistiu, depois da tragédia aérea. A mudança radical do cenário político, em seu desfavor, parece tê-lo obrigado a rever seus compromissos. Avaliou que sua agenda não devia mais nos incluir. Pena também é que seus correligionários já dão sinais de aceitarem a derrota.

Observe que o texto do Gen Bandeira, que discutimos bastante, não tem uma só palavra de elogio à Marina, muito pelo contrário. Seria total incoerência apoiá-la. Moveu-me, na oportunidade, o desejo de recolocar o Clube na mídia, no debate, do que tanto nos ressentimos, mas não se consegue isso sem um mínimo de polêmica. Assim funcionam as coisas.

O título foi, sim, provocativo. Espero que entendam.

General Pimentel – presidente do Clube Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top