Forças Armadas

BOLSONARO seria ambicioso e LUTOU POR REAJUSTE segundo a FOLHA. Isso é defeito, pergunto?

BOLSONARO seria ambicioso e lutava por melhores salários segundo a FOLHA. Isso é defeito, pergunto?

Recebemos questionamentos sobre suposta incompatibilidade de Jair Bolsonaro com militares das Forças Armadas com base em texto publicado na Folha em maio desse ano.

Resposta. Como militar e cidadão brasileiro acredito que se trata de um capítulo da grande novela que apenas se inicia no sentido de denegrir a imagem do único pré-candidato que mostra condições de enfrentar LULA nas famigeradas urnas eletrônicas – Jair Bolsonaro.

As Forças Armadas são as instituições públicas mais admiradas nos últimos anos e o conservadorismo político está em alta. Portanto, uma das intenções óbvias nesse caso é criar a ideia que Bolsonaro é incompatível com a disciplina militar ou que não tem o apoio dos militares.

Um primeiro paradoxo a ser observado é a publicação pela FOLHA de informação que diz que BOLSONARO iniciou uma empreitada visando reajuste salarial para a tropa em pleno regime militar. Para a mídia de hoje qualquer um que na época tenha ousado desafiar os generais tem o direito de ser tratado como herói. Todavia, com Bolsonaro percebe-se um tratamento bem diferente.

A FOLHA destaca ainda que o MILITAR era ambicioso. Como se possuir a ambição como atributo seja algo que denigra a imagem de qualquer pessoa. Precisamos de ambição nesse país, não podemos mais aceitar ser nivelados por baixo. Sem ambição não se chega a lugar algum.

Imaturidade 

Em outro momento o jornal diz que BOLSONARO, durante as férias, foi tentar a sorte em um garimpo. Ora, garimpar é algum crime ou é imaturidade? A atividade de garimpo é reconhecida como uma forma legal de se ganhar dinheiro no Brasil e temos vários garimpos ativos no país. 

Na época um superior disse que Bolsonaro “deu mostras de imaturidade ao ser atraído por empreendimento de garimpo de ouro”

Todo militar com razoável tempo de serviço sabe muito bem que no passado qualquer coisa que um militar fizesse que indicasse minimamente que em seus planos estaria a possibilidade de tentar um empreendimento fora da caserna, possivelmente lhe causaria problemas graves com os superiores.

E não é necessário ir muito longe no tempo para encontrar vários militares que sofreram com esse tipo de coisa. Uma rápida busca em páginas da própria FOLHA mostra que militares que se candidataram a cargos políticos em 2008 teriam sido transferidos para outros locais.

Censurar superiores

Pra quem não sabe, reclamar de salários baixos é “censurar a política governamental”, exatamente o motivação – destacada pela Folha – da punição de JAIR BOLSONARO quando era um jovem oficial no Exército Brasileiro e teve a coragem de dizer ao Superior Tribunal Militar que sua luta era realmente por melhor remuneração para a tropa.

Mais perto ainda no tempo no que diz respeito à intolerância das forças quando militares de baixos postos se manifestam contra a situação está a história do Sargento Feliciano, que em pleno séc. XXI – em 2014 – foi encarcerado por se manifestar contra os baixos salários dos militares das Forças Armadas. O sargento chegou a fazer uma travessia marítima algemado, que chamou muito a atenção para a situação salarial crítica vivida pelos militares.

feliciano travessia algemado

Ao final do artigo a Folha diz que Bolsonaro foi “excluído do serviço ativo”. Ora, é obvio que foi. Todos os militares eleitos são transferidos para a reserva e não foi diferente com Jair Bolsonaro.

Robson AD Silva – Militar R1 – Professor

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top