Submarino SAN JUAN teria sido DESTRUIDO por CHINESES

Há várias explicações circulando a respeito do misterioso desaparecimento do SUBMARINO SAN JUAN. Uma delas, talvez a mais absurda, diz que o submarino estaria ainda repousado no fundo somente aguardando o fim do mau tempo na região. Especula-e também se não teria atingido uma mina remanescente da guerra das MALVINAS.

Informação importante, veiculada em meios de comunicação, atesta que britânicos realizariam manobras militares na região na primeira quinzena de novembro.

Outra teoria diz que o SAN JUAN teria sido alvejado por outro submarino, -dos ESTADOS UNIDOS – que estaria realizando manobras secretas na REGIÃO.

O site argentino TVMUNDUS diz que moradores da região onde o SAN JUAN desapareceu perceberam que embarcações estrangeiras que pescam ilegalmente sumiram completamente apenas uma semana antes do incidente com submarino argentino e que isso é comum ocorrer quando há manobras militares na área.

As embarcações seriam previamente informadas de alguma maneira para se retirar da área.

É estranho porque estamos na alta temporada e é quando eles pescam mais”, disse um morador ao site TVMUNDUS.

Uma mensagem que começou a circular nesse final de semana diz que o SAN JUAN teria sido alvejado por um submarino CHINES, ou afundado depois de ser atingido violentamente por uma grande embarcação de pesca chinesa, o que teria gerado o som ouvido à grande distância. Os destroços e bote salva-vidas encontrados seriam da misteriosa embarcação de pesca cujos tripulantes teriam sido resgatados pelo submarino CHINES.

A informação também cita a destruição das provas de ilegalidades nos “gastos colossais” com reparos feitos no submarino por determinação de Cristina Kirchner, aliada do presidente Chines, e ainda o fato do ARA SAN JUAN ser uma das poucas ferramentas da ARGENTINA para frear a indiscriminada pesca ilegal feita por chineses

A mensagem recebida pela Revista Sociedade Militar (em espanhol) diz ainda que submarinos da CHINA SUPER SILENCIOSOS, equipados com o sistema chamado MAGNETIC DRIVE escoltam as grandes embarcações que pescam ilegalmente em águas estrangeiras. O objetivo seria avisá-las para fugir para fora das 200 milhas (águas internacionais) quando se aproxima uma embarcação de guerra que poderia afundá-la ou apreendê-la. A Argentina, pela infinita inferioridade econômico-militar e falta de poder de pressão em âmbito mundial prefere, enquanto não possui provas – segundo a info – se manter calada quanto à questão.

Todavia, a mensagem desperta desconfiança ao mencionar HD-P165 como se fosse o prefixo de uma embarcação, quando isso na verdade se trata de um modelo de traineira fabricada em série na CHINA. Esse tipo de embarcação, com cerca de 17 metros, dificilmente seria capaz de, em uma colisão, causar grandes avarias em um submarino da classe SCORPENE.

De fato, recentemente a marinha equatoriana apreendeu uma grande embarcação chinesa com mais de 300 mil quilos de tubarões pescados ilegalmente. Japão apreendeu navios pesqueiros chineses e a própria marinha argentina afundou pesqueiros chineses há pouco mais de um ano.

De concreto se sabe que o SAN JUAN informou uma avaria a bordo em 15 de novembro, e desde então permanece incomunicável. Se houvesse sofrido uma colisão na superfície, sido alvejado, ou abalroado por uma mina, é muitíssimo provável que se encontrasse pelo menos alguns destroços.

Enquanto a MARINHA argentina não divulgar o teor completo da mensagem recebida do SAN JUAN e revelar a missão que estaria sendo cumprida pelo submarino, permanecerão as especulações sobre o que realmente aconteceu.

Revista Sociedade Militar – Texto com direitos autorais – Veja aqui as condições para republicação.

Share Button

Comentários