Selfie com MARGINAL. Policiais cariocas são criticados na redes

Sem dúvida a prisão de Rogério 157 foi um grande êxito da polícia civil carioca. Os agentes que participaram direta e indiretamente da operação honraram a instituição polícia civil.

Mas, logo após a prisão nas redes sociais circularam imagens de policiais que tiraram SELFIES com o traficante preso, Rogério 157 não demonstrava muita preocupação e tinha até certos ares de importante, uma espécie de popstar. Isso tem gerado críticas na redes sociais de membros da segurança pública. Muitos policiais acreditam que os colegas não deveriam se expor dessa maneira, outros disseram que esse assunto jamais poderia ser tratado como brincadeira, como “sorrisinhos e selfies”, já que por causa de homens como Rogério 157 todos os dias cidadãos inocentes e policiais tem sido assassinados no RIO.

Em aplicativos que modificam fotografias para mensagens de whatsapp foram desenhados chapéus, óculos e gravatas de palhaço nos agentes que posavam ao lado do preso.

Ainda que essa seja uma publicação restrita a interessados por temas como seg. pública e forças armadas, a editoria de Revista Sociedade Militar decidiu, por questão de ética e segurança, que acreditamos que deve ser sempre observada entre membros da segurança pública, manchar os rostos dos policiais, mas suas imagens no momento circulam de “cara limpa” em muitos smartphones de todo o estado e logo estarão em algum site ou jornal de grande circulação.

Um policial disse nas redes sociais “fizeram fila… pra tirar selfie… um cara que mata policial… tudo que foi feito foi pra privada, foi jogado pro ralo, se não tiver problema maior, porque ali foi um constrangimento ilegal, nitidamente de fazer ele tirar foto com policiais. Tem até delegado abraçando esse safado… a falta de profissionalismo é que acaba com a gente… um detalhe que compromete todo um trabalho bem feito…

Revista Sociedade Militar

Share Button

Comentários