Vai ter que MATAR GENTE pra prender LULA

A presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann,  não admite que a justiça brasileira tenha autoridade para prender o ex-presidente LULA. Ela incita a violência e coloca em risco não só os membros da justiça, mas os próprios populares que, fiando-se em suas declarações, podem acreditar que devem dar sua própria vida para defender LULA, que seria um injustiçado. 

“Para prender o Lula, vai ter que prender muita gente, mas, mais do que isso, vai ter que matar gente. Aí, vai ter que matar”

Decreto Lei nº 2.848 de 07 de Dezembro de 1940 – Art. 286 – Incitar, publicamente, a prática de crime:  Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.   Apologia de crime ou criminoso

Aguardamos ações do MP e OAB denunciando a senadora por incitação ao crime e quebra de decoro parlamentar. Ressaltamos que apologia ao CRIMINOSO também é um crime. A sociedade brasileira tem que estar atenta também e perceber que há uma clara intenção de intimidar a justiça, fazendo-a crer que se o chefe da esquerda no país for condenado haverá caos.

Se LULA for condenado e preso, após a nova fase recursal que deve ocorrer em seguida, e ocorrerem grandes tumultos em algum local do país, os “cabeças” dos movimentos que participarem dos tumultos – que já foram identificados, e são “figurinhas repetidas” – responsáveis pela manipulação de grandes grupos de militantes, serão rapidamente responsabilizados, se a situação se descontrolar – o que é improvável – e for necessário decretar ESTADO DE DEFESA para que as coisas retornem a normalidade, assim será feito.

O chefe do GSI, general Sérgio Etchegoyen acompanha de perto a situação e se for necessário o presidente da República será orientado sobre as ações a empreender. 

Revista Sociedade Militar