STF – Advertência: “Não há comoção social que justifique MARGINAL CONDENADO fora da cadeia”

Imaginemos que famoso traficante conhecido como bondoso distribuidor de cestas básicas, churrascos e bebida farta para habitantes do complexo de favelas conhecido como MARÉ no Rio de Janeiro seja preso. Os moradores sensibilizados e indignados com a prisão do benfeitor decidem ir para as ruas se manifestar, atrapalhando o trânsito e gerando o caos na cidade.

A Sociedade Militar pergunta: A comunidade nas ruas, a comoção social gerada no complexo de favelas justificaria sua libertação? 

Pois é, esse texto não faz rodeios. Você já sabe do que estamos falando.

Acreditamos que se os ministros do Supremo Tribunal Federal liberarem da prisão o ex-presidente LULA estarão assinando sua desmoralização completa diante da sociedade brasileira.

Comoção social não é justificativa para libertar condenado. Mas, na verdade não ha comoção social. O que existe são ameaças, que deviam ser apuradas.

O PT não é BRASIL e petistas não falam pelo BRASIL.

Lula já foi condenado, re-condenado e não houve a tal “comoção social”. Ha apenas um grupo de pelegos e discípulos remunerados com esmolas para obedecer ordens.

Policiais brasileiros de todos os estados já prenderam marginais que se justificaram dizendo que “os la de cima” também roubam e nada acontece com eles”. A sociedade precisa ver naqueles que ocupam topo da administração pública as referências de caráter tão necessárias a nosso país. Sem isso estamos condenados ao caos, a desagregação social.

O ministro GILMAR MENDES disse há alguns dias, após ser criticado por suas decisões polêmicas: “Se nós devêssemos decidir segundo os sentimentos das ruas, seríamos um tribunal bastante errático“. Portanto, que o referido ministro e TODOS os outros que atuarão na questão LULA decidam de acordo com a lei, apenas isso.

Se os MINISTROS livrarem LULA da prisão aí sim estarão fazendo a sua parte para atirar o país no caos. O que pode sim – em última instância – levar a necessária intervenção das FORÇAS ARMADAS para que o país retorne à normalidade.

Não faltam advertências de oficiais generais, juristas e estudiosos renomados, que são unânimes em afirmar que estamos por um fio. Todos deixam claro que a qualquer momento, por qualquer abalo um pouco mais forte que gere uma reação em cadeia, o nosso país pode entrar em estado de caos generalizado.

Entre tantos textos e declarações importantes citamos apenas o recente texto do influente general SANTA ROSA publicado na Revista Sociedade Militar, que diz: “Chegamos, assim, ao limiar da ordem política, econômica, social e jurídica. É hora, portanto, de reação, antes que o faça o instinto de sobrevivência coletivo, potencial criador de cenários escatológicos“.

Revista Sociedade Militar.

Comentários