O ATENTADO QUE MATOU O SOLDADO MARIO KOZEL

Projeto de lei 5508/2005 propõe grafar o nome de Mario Kozel Filho no Livro dos Heróis da Pátria.

Nas últimas horas da madrugada de 25 para 26 de julho a cidade de São Paulo foi sacudida por um atentado bárbaro. Cinco mil pessoas compareceram ao sepultamento. Kozel possuía apenas 5 anos de tropa quando foi assassnado