Afastada a possibilidade de derrubar BOLSONARO depois das eleições

Afastada a possibilidade de derrubar BOLSONARO depois das eleições

Minuto da política //  Comentários e opiniões que você lê em menos de um minuto.

Alguns políticos da esquerda unida e centrão já mencionavam a possibilidade de afastar JAIR BOLSONARO logo no início de 2019 por meio de um processo de impeachment com base em alguma das acusações contra o parlamentar. 

Se o vice fosse um político tradicional esperava-se que a transição fosse bastante tranquila e após o afastamento de JB a coisa voltaria a “normalidade” desejada pelo parlamento. Reiniciaria-se assim as alianças e politica nos moldes do “toma lá dá cá”. 

Mas, tendo um general linha DURA como vice de BOLSONARO a vitória da esquerda nas eleições se torna imprescindível. O anúncio da escolha de HAMILTON mourão gerou urgência na esquerda e muda a estratégia dos partidos que orbitam em torno do PT. Ainda essa semana deve ser anunciada alguma estratégia “infalível”. A executiva do Partido dos Trabalhadores se reuniu nessa tarde de domingo em São Paulo.

Por aqui continuamos acreditando que LULA e PT devem satisfazer o anseio de parte da direção do partido escolhendo Gleyse Hoffmann como substituta de LULA como candidata logo que for anunciada sua impossibilidade de concorrer. O PT vai colar nela o rótulo de mulher frágil e levantar bandeiras femininas, usando a mesma tática da imprensa de utilizar falas antigas de Jair Bolsonaro.

Robson Augusto / Militar R1, Sociólogo, Jornalista / Revista Sociedade Militar