Ridicularizada em toda a INTERNET Rede Globo prefere se calar nesse sábado

Ridicularizada em toda a INTERNET Rede Globo prefere se calar nesse sábado

“se a imprensa continuar ajudando assim vamos ganhar no primeiro turno…”, diz um leitor.

Sites de esquerda e de direita, blogs, canais no YOUTUBE e redes sociais passaram o dia inteiro repercutindo a situação constrangedora vivida por Miriam Leitão nessa noite de sexta quando o deputado JAIR BOLSONARO citou em alto e bom som a nota de Roberto Marinho que – em 1984 – declarou seu apoio irrestrito aos militares, que impediram o país de ser transformado em uma ditadura comunista.

Desde que em março de 1994 o âncora Cid Moreira foi obrigado pela justiça a ler o direito de resposta concedido a Leonel Brizola a globo não passava por tão gigantesco constrangimento. Na noite de sexta Miriam Leitão foi obrigada a repetir o que ouvia por meio de um ponto eletrônico, um texto construído apressadamente para respondes às declarações de Bolsonaro sobre a atuação da Globo em favor do governo militar.

Outro momento constrangedor foi quando jornalistas tentaram intimidar Bolsonaro ao dizer que mesmo possuindo imóveis ele recebe auxílio moradia. Jair Bolsonaro respondeu que o direito está previsto em lei e ampliou seu comentário dizendo que muitas jornalistas também se utilizam de artifícios legais e que receberiam seus salários como pessoas jurídicas justamente para descontar menos imposto de renda.

Momento complicado e resolvido com coragem foi no que diz respeito a PETROBRÁS, quando BOLSONARO afirmou e reafirmou que se necessário a empresa seria privatizada SIM. Jornalistas tentaram polemizar a informação, mas o candidato foi bastante claro e reafirmou a declaração sem medo.

Veja algumas declarações colhidas nas redes sociais.

A própria entrevista ter sido realizada no melhor dia, uma sexta-feira, se deve ao drible que foi dado na GLOBO por Jair Bolsonaro. O evento inicialmente foi marcado para a quinta-feira, mas Bolsonaro preferiu fazer uma LIVE. Como a GLOBO desejava esse encontro, remarcou para o dia seguinte.

Bolsonaro mesmo quando atacado cresce, quando diz “não sei” cresce, quando diz “falei besteira no passado” também cresce, quando diz que está lá porque Deus permitiu cresce mais ainda e por isso mesmo, ainda que quase sem tempo de televisão, com a ajuda da grande mídia, que ainda não descobriu uma estratégia para derrubar um candidato que admite que erra e que não sabe de tudo, caminha para uma esmagadora vitoria nas próximas eleições.

Hoje quando se fala em candidato da família se pensa em Bolsonaro, quando se fala em candidato não corrupto se pensa em Bolsonaro, hoje quando se fala em candidato patriota se pensa em Bolsonaro. Quase sem investimento o candidato do PSL conseguiu associar o seu nome ao resgate de princípios e instituições que tem sido destruídos ao longo dos últimos anos..

O militar, ao contrário de outros candidatos, não se diz expert em todos os assuntos e não faz promessas milagrosas. Diz ainda que não vai escolher assessores e membros do primeiro e segundo escalão com base em conchavos políticos. De fato, Bolsonaro quase não tem conchavos políticos, daí o estreito tempo de televisão que possuirá nessa campanha presidencial, menos que 10 segundos.

Robson Augusto – Militar R1 / Sociólogo / Jornalista

Revista Sociedade Militar