Forças Armadas

Tiroteio contra BOLSONARO aumenta. “E se nos calarem nas redes?”

Tiroteio contra BOLSONARO aumenta. “E se nos calarem nas redes?”

Familiares de BOLSONARO têm sido perseguidos pela imprensa e por espiões da esquerda que buscam mínimos detalhes com o objetivo de gerar escândalos e abalar a candidatura do militar-deputado para Presidente da República. Sem espaço na grande mídia BOLSONARO geralmente responde aos ataques por meio de suas redes sociais.

Militar ligado a candidatos de direita e equipe de BOLSONARO no Rio de Janeiro declarou à Revista Sociedade Militar que estão preocupados sim com o que pode acontecer nas redes sociais. A esquerda tem como estratégia convocar centenas ou milhares de militantes que fazem denúncias contra perfis de direita nas redes sociais. Com frequência, dado o elevado número de denúncias, as administrações acatam as reclamações e colocam os perfis offline sem exigir maiores explicações dos proprietários. Um pedido de restabelecimento de perfil pode demorar dias, até semanas, para ser analisado. Isso pode ser um problema para candidatos como JAIR BOLSONARO, que tem nas redes o principal canal de comunicação com o eleitor.

As diretrizes do YOUTUBE, por exemplo, em relação a religião, gênero e raça, são passíveis de interpretação bastante subjetiva e por isso um canal gigantesco pode ser colocado offline porque os avaliadores daquele dia resolveram concordar com as reclamações ou simplesmente não resistiram a pressão causada por milhares de reclamações contra determinado perfil.

não aceitamos conteúdo que promova ou apoie violência contra indivíduos ou grupos com base em raça ou origem étnica, religião, deficiência, gênero, idade, nacionalidade, status de veterano ou orientação sexual/identidade de gênero, ou cujo intuito principal seja incitar o ódio com base nessas características. Isso pode ser difícil de determinar, mas se o intuito principal for atacar um grupo protegido, significa que o conteúdo extrapola o limite”. 

Revista Sociedade Militar: Qualquer exército tem que possuir um ótimo sistema de comunicações, sem isso as ordens não chegam até os soldados em tempo hábil. Observamos que o forte de BOLSONARO são as redes sociais, hoje mesmo o candidato alcançou mais de 700 mil inscritos no seu canal do YOUTUBE e espera-se que chegue a 1 milhão nos próximos dias. Segundo informado, a rede será usada como alternativa ao horário na TV. Nessa terça-feira as contas de Olavo de Carvalho, aliado de JAIR BOLSONARO, foram bloqueadas nas redes sociais sem maiores explicações. As redes Facebook e Twitter de BOLSONARO também são fortíssimas, se forem bloqueados há um plano B, qual a alternativa? Alguém já levou em consideração a possibilidade de entender como interferência estrangeira o bloqueio de perfis e redes ligadas a direita no Brasil?

“e se nos calarem nas redes?… se bloquearem as contas de Bolsonaro no Youtube, Twitter e Facebook… e se junto com isso bloquearem os maiores perfis e grupos que o apoiam. Como vamos ficar? Em quanto tempo vamos conseguir restabelecer isso? É uma boa pergunta. Os maiores jornais omitem nosso nome…  Temos pouco tempo de televisão e, como vocês sabem, nossa campanha depende em muito da internet… sinceramente não sei. Se acontecer vamos apelar para a justiça… e contar com o apoio de nosso exército nas redes. É o que pode-se fazer. Sinceramente queremos crer que as empresas, estrangeiras ou não, que administram as principais redes sociais, serão honestas conosco. Cremos também que são, como nós, defensores da liberdade e que por isso não atuarão sistematicamente nem contra nós nem contra nossos adversários.”

Jair Bolsonaro lamentou no twitter a investigação que tem sido feita contra sua família e calunias lançadas contra seu pai em pleno dia dos pais.

Procuraram minha mãe, caluniaram meu pai, reviraram minha infância e agora atacam uma funcionária que além de sua função tirava uma renda extra, como qualquer brasileiro humilde. A imprensa tenta me tornar criminoso, mas nem ela acredita, senão estaria me bajulando até na cadeia.”

Um apoiador também do RIO, líder de um dos maiores grupos de direita na rede social FACEBOOK, declarou à Revista Sociedade Militar: “Bolsonaro se fortalece em enfrentamentos. Mas, na medida em que a mídia percebe isso tem intensificado os ataques covardes, sem oportunidade de defesa. Por mais que uma calúnia como a que fizeram contra o pai de BOLSONARO seja evidentemente absurda, isso pode acabar gerando dúvidas na mente de pessoas ainda indecisas… e com isso aos poucos a esquerda vai abrindo brechas em nossa muralha. Contra cada calúnia a justiça deveria proporcionar direito de resposta imediato e equivalente… mas não é isso que normalmente acontece… Se não for provocada a justiça não age… e quando provocada demora muito pra agir…”

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top