BLINDADOS CHEGAM AO PARANÁ E REFORÇAM O PODER DE FOGO E DO COMBATE TERRESTRE DO EXÉRCITO BRASILEIRO

Curitiba (PR) – Uma grande operação logística do Exército Brasileiro começou na quarta-feira, dia 3 de outubro, no Porto de Paranaguá. O navio Ocean Giant, de bandeira norte-americana, chegou com 96 blindados que irão aumentar o poder de fogo e o ganho operacional do combate terrestre. O lote foi doado pelo Exército dos Estados Unidos (EUA) e será modernizado e adaptado para os padrões das Forças Armadas brasileiras no Parque Regional de Manutenção da 5ª Região Militar (Pq R Mnt/5).

Foram 16 dias de navegação, da Flórida até o litoral paranaense, onde uma equipe da Base de Apoio Logístico do Exército Brasileiro já aguardava para realizar o desembaraço aduaneiro. “A Divisão de Importação e Exportação está acostumada a fazer esse tipo de trabalho, operando em todos os portos do Brasil. Estamos aqui para facilitar a chegada desses 96 blindados, como sempre fazemos com o material importado ou exportado pelo Exército Brasileiro”, afirmou o comandante da Base de Apoio Logístico do Exército, General de Brigada Moacir Rangel Junior.

O desembarque também foi acompanhado por uma equipe técnica da 5ª Região Militar (5ª RM), que planejou o traslado até Curitiba, de forma a agilizar e minimizar impactos no trânsito entre o litoral do Estado e a Capital. Ao todo, 130 militares estiveram envolvidos na operação, além do que houve o emprego de dois guinchos de 70 toneladas e de 20 pranchas para transporte das viaturas.

VEJA TAMBÉM: DOIS GENERAIS foram eleitos para o CONGRESSO NACIONAL

Blindados de ponta

São 56 obuseiros auto-propoulsados M109 A5, uma das versões mais atuais do mundo, e 40 viaturas remuniciadoras M992. Cada uma pesa em torno de 30 toneladas. Os blindados serão distribuídos em quartéis de Artilharia de Campanha, em todo o território nacional. “Há previsão de chegada de um novo lote, no início do ano que vem: 32 viaturas M109 A5 Plus, que já estão em manutenção nos EUA”, ressaltou o Major Fernando de Souza e Silva, da Seção de Transporte Internacional da Comissão do Exército Brasileiro em Washington.

O M109 A5 tem maior alcance e reduz, em mais de 80%, o tempo entre o recebimento da missão tiro e o disparo, em relação aos modelos anteriores. Além de maior precisão no tiro e de melhorias no sistema de posicionamento e navegação, a viatura ainda será equipada com medidor de velocidade inicial, travamento automático do tubo, GPS, navegação inercial, sistema eletrônico de pontaria e computador de tiro.

Recebido da agencia VERDE OLIVA – http://www.eb.mil.br/web/noticias/noticiario-do-exercito/-/asset_publisher/MjaG93KcunQI/content/id/9285725

VEJA TAMBÉM: DOIS GENERAIS foram eleitos para o CONGRESSO NACIONAL