Terrorismo – O Irã é o principal patrocinador do TERRORISMO, diz documento do DEPARTAMENTO de ESTADO dos Estados Unidos da América

O documento, extenso e importante para quem deseja se informar sobre Oriente Médio e terrorismo, saindo da “caixinha” da grande mídia. Foi publicado pelo dpto de Estado dos EUA e deixa bem claro as razões que fazem com que o governo TRUMP veja o governo iraniano como inimigo do mundo.

Regime FORA DA LEI: UMA CRÔNICA das atividades destrutivas do IRÃ

Terrorismo em Nível Global

Desde 1979, a República Islâmica do Irã adotou uma política de Estado direcionar, facilitar e realizar atividades terroristas em nível global. Ao contrário de quase qualquer outro país, a República Islâmica apoiou o terrorismo dentro de seus próprios aparatos militares e de inteligência.

Através da Força Revolucionária do Corpo de Guarda (IRGC-QF), o ramo extraterritorial da Guarda Revolucionária (IRGC) e do Ministério da Inteligência e Segurança (Ministry of Intelligence and Security – MOIS), o Irã conduz ataques, assassinatos, além de apoiar conspirações terroristas.

O IRGC-QF lidera o apoio do Irã a operações terroristas fora do país. A organização garante a “continuação da Revolução em casa e no exterior”, como está escrito no preâmbulo da Constituição iraniana, o que é totalmente implementado. O Irã usa seus agentes de inteligência (MOIS) para coleta de informações e operações clandestinas fora do país.  Recentemente, em julho de 2018, um agente da MOIS foi implicado em uma conspiração terrorista frustrada junto de dissidentes iranianos em Paris.

Onde não consegue ou não deseja agir diretamente, o regime iraniano domina o uso de grupos de representantes terroristas para conduzir ataques em seu nome, muitas vezes através de meios não convencionais. Ao contrário de grupos terroristas não estatais, como o  ISIS, o Irã prioriza a negação da atividade e se esforça para obscurecer seu papel nas ações terroristas.

As evidências são claras: o Irã é o principal patrocinador do terrorismo no mundo.

GRUPOS TERRORISTAS

O Irã usa o IRGC-QF para promover seus interesses no exterior, fornecer cobertura para operações de inteligência, e criar instabilidade no Oriente Médio. O Irã reconheceu o envolvimento do IRGC-QF nos conflitos no Iraque e na Síria e o IRGC-QF é o principal mecanismo para cultivar e apoiar grupos terroristas.

Através do IRGC-QF, o Irã apóia vários projetos de grupos terroristas dos EUA, fornecendo financiamento, treinamento, armas e equipamentos. Entre os grupos recebendo apoio do Irã estão o Hezbollah libanês, o Hamas, a Jihad Islâmica da Palestina (PIJ), Kata’ib Hizballah (KH) no Iraque e Brigadas Al-Ashtar (AAB) no Bahrein.

O regime iraniano também foi flagrado facilitando viagens de líderes seniores de alguns desses grupos para o Irã, muitas vezes sob o pretexto de educação religiosa.

PENA DE MORTE

A taxa de execução per capita do Irã continua entre as mais altas do mundo, apesar das recentes reformas reduzirem o número de execuções por crimes relacionados com drogas.

O governo continua a executar pessoas por crimes e não cumpre a obrigação internacional do Irã de impor a morte apenas  contra “os crimes mais graves”, e as execuções são geralmente realizadas em desconformidade com as obrigações internacionais de direitos humanos.

O Código Penal da República Islâmica continua a permitir a execução de jovens, a partir dos nove anos de idade para as meninas e 13 para os meninos. O Irã continua a executar delinquentes juvenis condenados por crimes cometidos antes de terem dezoito anos de idade.

Quase 80 jovens infratores permaneceram no corredor da morte em 2018, e pelo menos três menores foram executados em janeiro deste ano.

Revista Sociedade Militar – Recebido de Dpto de ESTADO dos EUA, tradução livre / 

Abaixo o relatório completo em inglês

Regime Iraniano by rioras on Scribd