Sistema de detecção de DRONES implantado na cúpula do G20

Sistema de detecção de DRONES implantado na cúpula do G20

Cada vez mais cresce o temor de que um atentado de grandes proporções seja realizado por meio de um veículo aéreo não tripulado. Uma grande reunião com os maiores líderes mundiais certamente é um prato cheio para os mais sádicos fanáticos terroristas políticos / religiosos.

As forças armadas argentinas já haviam anunciado a instalação de novos radares e atualização dos já existentes com vistas a proporcionar maior segurança durante o G20. Os radares, entre eles um RAM-2, recém adquirido, fazem parte do Sistema Nacional de Vigilância e Controle Aeroespacial e cobrirão todo o território argentino.

Todavia, em eventos onde se concentra grande quantidade de líderes a implantação local do chamado jammer, para detecção e inutilização de DRONES é indispensável.

Na reunião da cúpula do G20 a segurança nesse  quesito está por conta da empresa israelense ELTA, que anunciou que o sistema Drone Guard para detecção, identificação e interrupção de sistemas de comunicação usado para o controle dos VANTS / DRONES foi implantado com grande eficiência.

Na América Latina o próximo grande evento que demanda um projeto detalhado de segurança será a posse de JAIR MESSIAS BOLSONARO. O evento contará com a presença de líderes que comumente não vêm à America Latina, como o primeiro ministro de Israel.

Revista Sociedade Militar

MAIS SOBRE: Jammers, VANT, Drones, IACIT, SCE0100.