ONU – Brasil se DESLIGA do PACTO de MIGRAÇÃO

Para o MINISTRO DAS  RELAÇÕES EXTERIORES o pacto de MIGRAÇÃO é  “instrumento inadequado para lidar com o problema… imigração não deve ser tratada como questão global, mas sim de acordo com a realidade e a soberania de cada país”.

Ernesto Araújo realmente está colocando em prática aquilo que os eleitores de Jair Bolsonaro desejam. O ministro enviou telegrama para todos os diplomatas avisando sobre a decisão de sair do PACTO de MIGRAÇÃO assinado por MICHEL TEMER e líderes de mais 161 países em dezembro passado.

Em artigo publicado em site estrangeiro nessa segunda-feira o Ministro Ernesto Araújo disse: “O presidente Bolsonaro não foi eleito apenas para aceitar o Brasil tal como o encontrou e deixá-lo como está. Não foi eleito para aceitar a política externa brasileira tal como a encontrou, para meramente levantar mecanicamente a bandeira do “pragmatismo” e pronto. Não é isso que o povo brasileiro – feito de seres pensantes e independentes, com suas próprias paixões e idéias, e não robôs pós-modernos – quer e merece.  A política externa brasileira precisa mudar: isso faz parte do mandato sagrado do povo confiado a Jair Messias Bolsonaro.

Estamos convencidos de que o Brasil tem um papel muito maior a desempenhar no mundo do que esse que atualmente nos atribuímos.”

Revista Sociedade Militar