CONTRADIÇÃO DE LULA mostrada no novo depoimento de Léo Pinheiro confirma que OBRAS eram PARTE DA PROPINA devida ao Partido dos Trabalhadores. Depoimento acrescenta detalhes importantes e deve gerar nova condenação

CONTRADIÇÃO DE LULA.  Novo depoimento de Leo Pinheiro confirma que OBRAS eram PARTE DA PROPINA devida ao Partido dos Trabalhadores e mostra contradição de LULA em depoimento

O acesso ao depoimento de Léo Pinheiro, da OAS, assinado em 7 de janeiro de 2019 foi liberado para a imprensa. A peça é a primeira das muitas bombas que devem cair no colo de LULA e do Partido dos Trabalhadores em 2019. Vale a pena conhecer as principais partes..

O depoimento do empresário é endossado pelo MP que possui provas palpáveis e que não podem ser derrubadas, como o rastreio dos telefones utilizados por Léo Pinheiro nas proximidades do apartamento de Luis Inácio Lula da Silva. Léo conta detalhes como os pedidos de LULA para que os funcionários da OAS não utilizassem uniformes que pudessem identificá-los.

O empresário pede grau máximo de benefícios por conta de sua delação detalhada e bem embasada.

Por  todo  o  exposto,  demonstrado  que  LÉO  PINHEIRO  prestou  efetiva  colaboração  sobre  os  fatos  imputados  na  presente  ação  penal, admitiu  práticas  ilícitas  e  relatou  inúmeros  fatos  relevantes,  bem  como  por  já adotar  postura  de  ampla  colaboração  com  a  Justiça,  requer-­‐se  sejam  aplicados no  grau  máximo  os  benefícios  decorrentes  desta  colaboração  previstos  nas Leis  Federais  9.613/1998,  9.807/1999  e  12.850/2013.”

Veja abaixo alguns trechos

“ Assim como fez em outras ações penais ajuizadas no âmbito da Operação Lava Jato, LÉO PINHEIRO mais uma vez optou por falar a verdade em seu interrogatório e adotou postura de colaboração na instrução processual, apresentando provas relevantes para a confirmação dos fatos narrados na denúncia…

Confirmou, dentre outras questões, que foram realizadas benfeitorias no sítio em Atibaia/SP, incluindo não apenas obras civis e aquisição de armários para a cozinha, mas também a impermeabilização do lago, e que tais serviços foram executados seguindo as determinações do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva…

Esclareceu, ainda, que os valores gastos pela OAS nestas reformas eram contabilizados e descontados da PROPINA DEVIDA pela empresa ao Partido dos Trabalhadores em obras da Petrobras e que tais reformas foram realizadas em benefício de Lula em razão de atuações do ex-Presidente em prol da OAS.

… esclareceu, em seu interrogatório judicial, em meados de fevereiro de 2014, o ex-Presidente Lula lhe solicitou pessoalmente que fossem feitas reformas no sítio em Atibaia/SP. 2.2. Na ocasião, o ex-Presidente lhe “explicou que queria fazer uma reforma, não era uma reforma grande, em um sítio em Atibaia. E era em uma sala e em uma cozinha e também tinha um problema é um lago que estava dando infiltração”. … o ex-Presidente e sua esposa indicaram os serviços que desejavam realizar no local, ficando combinado que seria feito um projeto para apresentação ao casal.

LÉO PINHEIRO confirmou que autorizou a contratação da empresa Kitchens, no valor de R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais), referente à compra de armários para a cozinha do sítio em Atibaia/SP

O ex-Presidente Lula alegou, em seu interrogatório judicial, não se recordar de ter recebido, em sua residência, LÉO PINHEIRO e Paulo Gordilho. No entanto, vale rememorar que, nos autos da ação penal nº 5046512-94.2016.4.04.7000, Lula admitiu expressamente a existência do encontro em seu apartamento para tratar sobre “a questão da cozinha” do sítio de Atibaia.”

Revista Sociedade Militar