Juíza que condenou LULA será substituída mas já entrou para a história do Brasil  

HARDT sendo homenageada Marinha do Brasil

Apesar da juíza Gabriela Hardt substituir Sérgio Moro e – inclusive – sentenciar o ex-presidente Lula em um dos casos que deve entrar para a história do Brasil, o TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) já informou que ela não deve continuar cuidando dos processos ligados à Lava Jato na 13ª vara.

A vaga de MORO, após seleção interna, tem tudo para ficar com o juiz Luiz Antonio Bonat, hoje lotado da 21ª Vara Federal de Curitiba.

Bonat, que hoje tem 65 anos de idade, pode ser visto como um homem que “começou por baixo”, ele foi serventuário da justiça nas posições mais baixas do funcionalismo, atuando como auxiliar e técnico judiciário.

Gabriela Hardt entra para a história como a juíza que não se deixou intimidar pelo ex-presidente e sua equipe de advogados. Uma de suas frases foi imortalizada e hoje decora milhares de camisetas usadas por homens e mulheres de todo o Brasil, incluindo a esposa do presidente Jair Bolsonaro, Michele Bolsonaro.

Revista Sociedade Militar