Denúncia contra a Marinha. Exames que detectam câncer demoram vários meses entre pedido e realização. Conta leitora

Marinha. Exames que detectam câncer podem demorar meses entre o pedido do especialista e a realização. Denúncia de leitora

A Revista Sociedade Militar recebeu denúncia de leitora sobre excessiva demora na marcação de consultas em hospitais da Marinha do Brasil no Rio de Janeiro.

A senhora, que é dependente de militar da Marinha, foi à especialista. Ela reclamava também de “caroços estranhos”. Os exames mamografia e ultrassonografia das mamas foram solicitados. Mas, como a marcação é para depois de vários meses a paciente – aflita – ciente de que há casos em que o desenvolvimento do câncer ocorre muito rápido, acabou decidindo fazer os exames em instituição particular

Dessa vez eu pude pagar pela ultrassonografia e pela mamografia, um custou 80 e o outro 120. Mas acho injusto. Tem gente que não tem como arcar com essa despesa. Nós já pagamos por isso, desconta no bilhete de pagamento… Essas máquinas existem em tudo que é lugar e o exame é simples e rápido. O que adianta campanha sem máquinas? O que falta para a Marinha comprar várias e acabar logo com esse problema?”

Ela conta que uma conhecida sua acabou falecendo por causa de demora no diagnóstico. “quando descobriu já era… não deu mais tempo de tratar”, diz.

Entramos em contato por telefone e e-mail com o Hospital Marcílio Dias, que atende a maioria dos militares da marinha e dependentes no Rio de Janeiro.

A ouvidoria do Hospital nos atendeu gentilmente, um militar explicou que a instituição faz mais de 1000 exames por dia e disse que a beneficiária pode ter se atrapalhado no site onde se faz o cadastramento para exames.  

A instituição ficou ainda de responder o e-mail com os questionamentos, veja abaixo. Mas, até o fechamento dessa edição a resposta não chegou.

Questionamos a beneficiária novamente sobre o “site para marcação” e a mesma informou que não tem conhecimento de site onde se faz agendamento, que agendamentos para exames desse tipo são feitas pessoalmente ou – em alguns casos – por telefone e que inclusive essa semana tentou marcar duas vezes pessoalmente outros exames solicitados mas o sistema estava “fora do ar” na clínica da Marinha e que decidiu também pagar do “próprio bolso” por outro exame solicitado.

Em tempo: A Marinha do Brasil enviou por e-mail resposta informando que não há demora e que os exames são marcados em no máximo 30 dias.

“Prezado…        Em atenção ao e-mail de V.Sa, datado de 26/02/19, venho esclarecer-lhe que os exames disponibilizados pelo Hospital Naval Marcílio Dias, de Mamografia e de Ultrassonografia das mamas, de rotina, estão com aprazamento de 30 e de 15 dias, respectivamente. Para os  exames sinalizados com diagnóstico de câncer, o aprazamento é, no máximo, de uma semana.                                                  Atenciosamente,   Carmen Nadir O S Bank”

Revista Sociedade Militar