Urgente – “Ha um plano para derrubar Jair Bolsonaro” – Diz Washington Times

Plano para destituir BOLSONARO, diz Washington Times

“não deveria ser uma surpresa para ninguém as profundidades que os ‘progressistas’ irão em qualquer país para atacar líderes que ameaçam seu poder. Conservadores estão lutando contra a mídia, sistemas de educação, agências governamentais e 0 crime organizado.” Diz o jornal norte americano Washington Times

“esquerda usando a cartilha anti-Trump contra o novo presidente conservador do Brasil”

O presidente publicou tweet no início da noite confirmando a informação.

“não estão interessados nos fatos reais, … simplesmente usam historias negativas para arruinar Jair Bolsonaro.”, JAWAD RHALIB.

Poucos brasileiros ficam na verdade surpreendidos com acusações de que a mídia por aqui não é imparcial. Mas, ainda assim, muitos ficarão assustados com a historia revelada pelo jornalista Frances JAWAD RHALIB sobre as atitudes da grande mídia brasileira a respeito de Jair Bolsonaro. A história de Rhalib ecoou mais alto quando foi replicada pelo Washington Times, que disse que ha um plano para destituir BOLSONARO do poder.

O Washington Times, um dos poucos jornais conservadores dos EUA, disse que poderia haver: “… um elaborado plano para destituir um presidente conservador do cargo. … muito parecido com o que está acontecendo nos Estados Unidos contra o presidente Trump”. O jornal fala também que há uma elite de esquerda que tentou matar BOLSONARO.  A elite esquerdista no poder não gostou nada disso…. Semelhante à ameaça representada por Ronald Reagan, eles tentaram matá-lo.“, disse o JORNALLISTA Tood Wood nessa sexta-feira.

…o rigor jornalístico deve permanecer como regra fundamental da nossa profissão”, diz o jornalista francês que revelou a história.

Rhalib, por meio de uma auxiliar, gravou uma conversa com jornalista Constança Rezende do Estado de São Paulo. A jornalista revelou que obteve documentos do COAF sobre Flávio Bolsonaro ainda antes das eleições. O momento em que as informações foram divulgadas e a sanha com que a jornalista persegue a família do presidente impressionaram JAWAD RHALIB.

Constança Rezende dá a entender que é o caso de sua vida, gagueja um pouco e mostra que se sente inquieta por achar que Bolsonaro pode não ser afetado pelas denúncias. Ao que tudo indica é um caso claro de partidarismo por parte de um repórter, que trabalha em uma instituição que deveria ser ética, isenta.

É algo gravíssimo. A visão de mundo de JAIR BOLSONARO pode concorrer pra a derrocada dos já decadentes governos de esquerda da América Latina, com ligações no narcotráfico e terrorismo islâmico. Não temos como confirmar se ha um plano combinado para derrubar Bolsonaro, como diz o W.Post, mas é mais que óbvio que há sim interesses gigantescos em corroer os pilares do governo e pode haver financiamento interno ou até externo nesse sentido. É  preciso investigar.

É necessário também descobrir quem do COAF liberou os documentos. Jornalistas têm direito ao sigilo da fonte. Mas a instituição governamental tem o dever de apurar e descobrir quem la dentro está interessado em vazar informações confidenciais de forma seletiva, com foco em destruir uma ou outra reputação, mantendo outros nomes a salvo.

Abaixo transcrição do texto publicado em blog pessoal de Rhalib, onde também podem ser ouvidos os áudios em inglês.  Em um dos áudios pode-se ouvir a jornalista brasileira dizendo: “Nós estamos fazendo somente isso… acho que minha vida está destruída… eu só faço isso. (publicar noticias negativas contra Bolsonaro?)… acho que esse caso vai arruinar Bolsonaro…

ENREGISTREMENT 1 CONVERSATION ETUDE MEDIAS BRESIL from Jawad Rhalib on Vimeo.

… A conversa gravada entre o meu “estudante” e Constança Rezende do Estado de São Paulo que revela que a verdadeira motivação por trás da cobertura negativa da mídia é a de “arruinar” o presidente Jair Bolsonaro e causar sua demissão. Este estudo de caso de como a mídia brasileira lida com as notícias revela que eles não estão interessadas nos fatos reais, mas simplesmente usam histórias negativas, muitas vezes inventadas, sobre a família do Presidente Bolsonaro, que por sua vez foi eleito democraticamente.”

“Constança Rezende está com documentos não-públicos que foram ilegalmente divulgados a ela pelo COAF e publicou seu primeiro artigo contra Flavio Bolsonaro baseada em documentos escritos pelo COAF há mais de um ano. No entanto, eles só foram liberados em dezembro de 2018, logo após as eleições gerais de outubro e antes da posse de Jair Bolsonaro em janeiro de 2019. O momento de transmitir os documentos do COAF a jornalistas brasileiros levanta sérias dúvidas. Quem se beneficia com este comunicado de imprensa? … Vamos ser claros: eu não sou um defensor de Bolsonaro, mas eu acho que usando o poder da mídia para atacar um presidente através de seu filho é de qualquer maneira bastante torcida e inaceitável para o jornalista que sou.

Por conta da revelação de Jawad Rhalib a hashtag #EstadãoMentiu está em primeiro lugar do twitter nessa noite de domingo” e o jornal publicou nota dizendo que: “ grupos governistas promoveram no Twitter uma série de postagens nas quais acusam o Estado de “mentir” na cobertura do caso Flávio Bolsonaro. As informações reveladas pelo jornal se baseiam em fatos e documentos oficiais.

bolsonaro president Brazil JAWAD RHALIB journalist coaf

Revista Sociedade Militar

Blog de Jawad Rhalib – https://blogs.mediapart.fr/jawad-rhalib/blog/060319/ou-va-la-presse 

Artigo  no Whashington Post