Geopolítica / Religião.

Entrevista REVELADORA – Israelense-árabe que combateu junto do ISIS defende ISRAEL e mostra quem é realmente Bashar Al Assad


Entrevista REVEADORA de israelense-árabe que combateu junto do ISIS mostra quem é realmente Bashar Al Assad

 Israel “não fez 1% do que Bashar Al-Assad fez

Algo incomum – em uma entrevista da BBC com um israelense-árabe –  Sayyaf Sharif Daoud – um combatente do ISIS capturado, diz que para os islâmicos Israel é muito melhor que a síria de Assad.

A história

“Sayyaf Sharif Daoud, um ex-combatente ISIS que possui cidadania israelense, disse em uma entrevista em 16 de julho de 2019 para o correspondente da BBC Feras Kilani (na BBC árabe – Reino Unido) que ele havia se juntado ao ISIS ao invés de ir para a resistência palestina porque sua experiência de ter vivido a Segunda Intifada e de ter vivido na Cisjordânia e em Israel ensinou-lhe que Israel “não fez 1% do que Bashar Al-Assad fez“.

Ele explicou que, apesar dos combates, Israel nunca violou as mulheres, e não há pessoas brutalmente mortas como no regime de Assad tem. Daoud também diz que seu pai o havia advertido contra se juntar ao Hamas e ao Fatah, e lamentou ainda ter ingressado no ISIS. Ele disse que espera que Israel o leve de volta para que sua vida volte ao normal.

A transcrição da entrevista completa a seguir:

Jornalista:  “Para ser honesto, há algo que eu não entendo, e muitos espectadores árabes provavelmente também não entendem. No final do dia, você é um árabe israelense. Você também é um muçulmano … ”

Diga Sharif Daoud: “Certo”.

Jornalista: “Se você disser aos telespectadores árabes que alguém veio de Israel para se juntar ao ISIS, a primeira coisa que eles dirão é: ‘Vá e defenda sua própria terra’. Como você racionalizou isso por si mesmo?

Sayyaf Sharif Dad: “Por Allah, a resposta vai surpreendê-lo. Eu vivi a Segunda Intifada. Eu vi a guerra. Eu morava na Cisjordânia e em Israel. Israel não fez 1% do que Bashar Al-Assad fez… Houve combates e tudo mais, mas Israel não violou mulheres nem as despiu na TV, e não as matou com tamanha barbaridade. É verdade que houve luta …

Jornalista :”Não há uma parte de você que se considera palestino e não israelense?”

Sayyaf Sharif Daoud: “O que você quer dizer com ‘palestino’? Eu sou um cidadão israelense, e sou palestino… ”

Jornalista: “Seu fervor religioso não o levou a se juntar ao Hamas?”

Sayyaf Sharif Daoud: “Não. Para ser honesto, meu pai me alertou contra [se juntar] ao Hamas e ao Fatah. ”

Jornalista:  “Quando você está sentado e pensando sozinho à noite, como você vê o seu futuro?”

Sayyaf Sharif Daoud: “ Por Allah, eu me prejudiquei. Espero que o estado me leve de volta e que eu possa voltar a… ”

Jornalista: “Israel.”

Sayyaf Sharif Daoud: “Uma pessoa pode repensar as coisas e voltar à vida normal”.

Jornalista: “Você realmente acha que Israel aceitará você de volta se voltar?”

Sayyaf Sharif Daoud: “ Veja, Israel é um estado democrático. Eu não vi injustiça lá.

“ Nós, árabes, vivemos juntos em Israel com os judeus. Não há injustiça. Somos tratados como os judeus.

Esse tipo de testemunho acima colocado é tão inesperado, não apenas de qualquer árabe israelense, mas de alguém que partiu, no fervor de sua fé, para se unir ao Estado Islâmico, e lutou contra o exército de Assad. 

Ao contrário do exército sírio, ele admite francamente que os israelenses não cometem atrocidades  cita  o estupro de mulheres, o desnudamento de mulheres que são mostradas na televisão, o “assassinato com tanta barbárie”. Castigado pela realidade, ele agora só deseja retornar a o estado de Israel, o mesmo lugar que ele foi ensinado a odiar e uma vez foi rejeitado. 

Mas agora ele se recusa a negar a realidade: Israel é uma democracia. É um lugar onde “os árabes vivem juntos… com os judeus. Não há injustiça. Somos tratados como os judeus. ”Ele acabou de fazer algo tão inesperado de tal fonte e tão impressionante: ele disse a verdade sobre Israel. Vamos torcer para que seu testemunho televisivo seja amplamente visto.

Revista Sociedade Militar – Recebido de Colaborador com base em notícias divulgadas na Europa e Oriente Médio

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top