Forças Armadas

Presidente se reúne com brigadeiros, Bermudez fala sobre reestruturação

>>>>>>>>>>>A reunião com os brigadeiros foi nessa segunda feira (22 de julho)  – alguns acham, por conta do semblante sisudo de Bolsonaro, que havia um “elefante amarelo na sala” – aquele assunto que todo mundo sabe que existe mas que ninguém quer comentar, que seria a insatisfação dos graduados da reserva com a chamada reestruturação das carreiras. Militares, inclusive alguns suboficiais da própria FAB,  já cercaram o presidente na frente da sua residência oficial. Mas Bolsonaro preferiu evitar o confronto, fugindo daqueles que sempre foram seus principais “cabos eleitorais” e a coisa – pelo que se sabe – tem gerado certo mau estar.

Informações de fontes em Brasília dão conta que o presidente foi aconselhado a não tratar do assunto PL1645 no momento para não assustar deputados e senadores nesse período em que se vota a PEC da Previdência. Lembram que o parlamento exigiu um projeto que também cobrasse dos militares sua parcela de “esforço pelo país” e “qualquer sinal de que no PL1645 pode haver privilégios para os ‘altos coturnos’ pode ‘azedar o caldo’, diz um oficial auxiliar da FAB, que conversou com a Revista Sociedade Militar.

O presidente da república sempre teve como base eleitoral os graduados, e foram estes que para ele fizeram campanha de graça em todas as vezes que foi eleito e agora a tropa estranha esse distanciamento. Bolsonaro, que inclusive foi vice-presidente de uma associação de militares, justamente em um período conturbado do país, agora se nega a receber representantes de associações para conversar sobre o PL1645.

No evento com os generais o Comandante da Aeronáutica – como não poderia deixar de ser – também falou rapida e superficialmente sobre o PL1645, a chamada reestruturação da carreira dos militares, sem comentar sobre a insatisfação que a coisa tem causado.

Ao final do discurso Bermudez disse:  “O futuro do Brasil passa, inexoravelmente, pelo fortalecimento da nossa indústria de defesa”, completou o Oficial-General.

O Presidente Jair Bolsonaro fez um discurso bastante formal, ressaltou a importância dos militares da FAB para o progresso do Brasil. Seu semblante não demonstrava a empolgação que lhe é peculiar quando está no meio de militares.

“Nós temos a imensa responsabilidade de cumprir bem nossa missão e jamais poderíamos cumpri-la se não tivéssemos pessoas como os senhores nas quais podemos confiar. Somente dessa forma é que nós podemos mudar o destino do Brasil”, disse o presidente Bolsonaro.

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top