Forças Armadas

“acabar com as delegacias” – Depois de criar polêmico cargo de GENERAL de POLÍCIA, governador do RIO alimenta discórdia entre PM e Polícia Civil

Depois de criar polêmico cargo de GENERAL de POLÍCIA governador do RIO alimenta polêmica entre PM e Polícia Civil

Witzel tem sido alvo de críticas de militares durante os últimos dia por conta de sua intenção de criar um posto de general de polícia. Muitos militares acham que se trata de só mais uma despesa com altos salários, cerimonial, estado maior e regalias já que a função pode ser e na verdade já é exercida por um coronel PM, que inclusive poderia fazer os cursos sugeridos pelo governador nas instituições militares.

Como se não bastasse isso, hoje um vídeo que mostra palestra de Witzel para policiais militares em São Paulo, no último dia 25, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, defendeu o fechamento das delegacias de polícia do estado do Rio de Janeiro e “… a quebra de monopólio de delegados de polícia em prol de melhoria do atendimento à população”. Na palestra o governador, ex-militar e ex-juiz, disse que não entende por que os policiais civis do Rio não aceitam que os registros de ocorrências sejam feitos nas ruas por PMs.

“A delegacia, no meu ponto de vista, tinha que fechar as portas… Não tem nenhum delegado aqui para se defender… Temos 170 delegacias do Rio de portas abertas para lavrar alguns boletins de ocorrência. Estamos implantando, na Ilha do Governador, um sistema para o PM registrar o boletim de ocorrência sem ir à delegacia. Em Santa Catarina  se lavra nas ruas. Lá no Rio de Janeiro não sei por que eles estão resistindo, inclusive, até a lavratura de roubos de carros na rua, vou descobrir (gargalhadas da platéia)”

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top