Forças Armadas

Artigo no ESTADÃO desnuda as BOMBAS inseridas na “reestruturação” dos MILITARES

Artigo no ESTADÃO desnuda as BOMBAS inseridas na “reestruturação” dos MILITARES

O texto do ESTADÃO usa termos fortes, como dissimulação e pauta bomba, para se referir ao PL1645/2019, apontado pelos graduados das forças armadas como um projeto de lei que privilegia os já privilegiados, aqueles que ocupam o topo da estrutura hierárquica das Forças Armadas.

No material um coronel entrevistado diz que com o projeto da reestruturação o presidente busca comprar o apoio da cúpula das Forças Armadas. Mas a atual proposta é inoportuna, mal elaborada e visa, antes de tudo, à cristalização perigosa do apoio político das Forças Armadas – principalmente da cúpula – ao bolsonarismo.”, diz o militar.

O texto fala ainda da gratificação de representação concedida somente para a elite das Forças armadas, na ativa e na reserva.

“… Em seguida, outro ponto apontado pelo coronel, traz uma gratificação de representação para oficiais. O que é estranho nessa história é que ela será dada só aos generais de forma vitalícia…”

O repórter Marcelo Godoy menciona também o abismo entre as gratificações concedidas para generais e as concedidas para quem está La embaixo na cadeia hierárquica e diz que generais vêem o fato da esquerda atuar em defesa dos graduados como uma “manobra para dividir as Forças Armadas.

“… para dissimular o crescimento da alíquota de contribuição previdenciária e do tempo de serviço, o projeto cria o adicional de disponibilidade dos militares e aumenta o adicional de habilitação (cursos feitos durante a carreira). O primeiro será proporcional ao soldo. Ele é de 41% para generais… (soldo de R$ 13.421,00) e 6% para cabos (R$ 2.627,00) e segundos-tenentes (R$ 7.490,00). Os porcentuais aumentam conforme se sobe na hierarquia…”

O artigo no ESTADÃO está nesse LINK – https://politica.estadao.com.br/noticias/geral,bolsonaro-cria-privilegios-e-pauta-bomba-na-previdencia-de-militares-e-pms,70003049168

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top