Militares/Leis/regulam,

A “perfeição” das ações de traficantes em guerra por pontos de vendas de droga no RIO

Texto que circula no RIO “elogia” a “perfeição” da ação de traficantes em guerra por pontos de vendas de droga

Com o saldo de 3 mortos, 6 feridos e 7 ônibus queimados a sociedade carioca viveu mais alguns momentos de guerra nessa sexta-feira. Um texto que circula na rede ironiza o comportamento da mídia e órgãos de direitos humanos que não se preocuparam em nenhum momento em criticar criminosos, traficantes e a destruição feia pelos mesmos.

“Parabéns para todos os traficantes que participaram da operação Pedreira! Queremos parabenizar a todos pelo espírito de equipe e pela sincronia das ações.

Um parabéns especial ao armeiro do grupo pelo excelente trabalho de manutenção de tão caros e complexos armamentos. Nenhuma arma arma apresentou qualquer problema! Parabéns também ao encarregado das comunicações pelo serviço perfeito, nenhum membro das equipes ficou sem contato com o comando da operação.

Excelente! Parabenizamos à todos também pela precisão cirúrgica dos disparos!

Medimos uma operação bem sucedida quando nenhum favelado ou associação de moradores de qualquer outra favela ou grupos de defesa de direitos humanos posta reclamações nas redes sociais, nas redes de rádio e televisão ou ingressa no Ministério Público com reclamações questionando os métodos usados na operação como: o horário impróprio, queima de ônibus, fuzilamento sumário de suspeitos e invasão de domicílios sem mandados de busca e apreensão diferente das operações da polícia militar ou civil com sua violência sempre e obviamente gratuita, bem como seu usual desrespeito às leis e aos moradores.

São ações como essa que nos enchem de orgulho pela causa operária onde homens simples fazem coisas extraordinárias. Vou recomendar cada participante da missão ao troféu M. Franco e à comenda L. Brizola.”

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top