Cartas / E-mail de leitores / comentários

“GENERAIS SÃO POLÍTICOS …” – Espaço do Leitor – COMENTÁRIOS RELEVANTES – Cartas, E-Mails e Mens. Recebidas

Reestruturação – Espaço do Leitor – COMENTÁRIOS RELEVANTES – Cartas, E-Mails e Mensagens Recebidas – Canais Da Revista Sociedade Militar


GENERAIS NÃO PASSAM DE POLÍTICOS FARDADOS

J.Fernandes (Pelo canal no YOUTUBE) – Aumento nas Forças Armadas só para Oficiais Generais!

Os Generais são os únicos Militares que ao chegar ao Último Posto deixam de ser Militares e viram Políticos que legislam em Causas Próprias, agem por baixo do pano se associando a Esquerda, dando Medalhas a todos os Comunistas que os interessa, e pior com a Omissão do Presidente eleito pela maioria dos Militares menos Graduados, os quais ele jurou proteger e defender!  já que houve aumento de 30 para 35 anos e o Presidente teve o poder para tirar o Sargento Mor criado pelos Generais na PLdo mal, fazendo com que os Militares Graduados ficassem marcando passo  sem sair do lugar na Carreira, porque? Logo em seguida não criou o Sub Mor no final da Carreira com soldo de Guarda Marinha já para ser aprovado na PL 1645/19 que serias um grande passo, os Militares graduados que já foram muito prejudicados com a MP de 2215/01 os da Ativa e da Reserva, a hora de tentar recuperar ou mesmo não deixar nos prejudicarem mais uma vez! É agora! do mesmo jeito dos Generais Políticos! Estamos indo pelo caminho certo, aprendendo com nossos Generais a fazer Política buscando aliados! Sejam de qualquer lado! nas Próximas eleições Praças Votam em Praças! de Qualquer partido!..

——————-

RELATOR ESPECIALISTA EM CASERNA – Guimarães (Comentários do site Revista Sociedade Militar)

É… Sr. Deputado especialista em caserna, será que sua teoria (“diminuir a motivação do pessoal da ativa e que mudanças mal feitas podem diminuir disposição de obedecer”) vingará?
Ninguém estará mais seguro com o pl da maneira que se encontra!
Será que os da “ativa”, em suas mentes, já não esteja fervilhando, que num futuro próximo qualquer também, não sejam eles os abandonados?
Parafraseando o hino rubro-negro: uma vez traíra (2001) sempre traíra (2019)!
Espere e verás, a avalanche de ações indo em direção do governo… Paridade e isonomia, direitos adquiridos etc e tais, acompanhadas de um abissal desgaste político, junto aos graduados, aqueles que ajudaram a eleger vários de vocês (com a tecnologia existente hoje, fica difícil cair no esquecimento e essa tecnologia é muito dinâmica), sei não sr. Dep especialista em caserna, quem sairá perdendo mais. Espere a avalanche pra conferir, 2020 e 2022 estão bem ali depois daquela curva, políticos vivem de votos!
Sabe, sr dep esp em caserna, que temos uma máxima entre nossos pares, que com toda certeza o sr. E aqueles que elaboraram esse pl desconhecem: “ninguém fica pra trás”, e esse pl, para o qual o sr. Dep esp em caserna, afirmou ter sido escolhido como o relator (que furada!), está deixando muitos guerreiros pra trás! Pois é… Aguardemos os futuros pleitos!

———————–

INSEGURANÇA! A CADA NOVO CURSO OU MUDANÇA DE NOME SURGEM NOVOS PERCENTUAIS

A.Gualiato – (Comentário no site)

Na verdade eu particularmente ” não quero fazer jus a cursos que não fiz” ” altos estudos”.
O que está em jogo é algo muito maior!!!
A medida que remuneração for baseada, de grande percentual, em cursos e que futuramente podem vir acontecer novamente… outros “elevados estudos”… como ficarão os militares da reserva????
A cada novo curso ou fajuta alteração de nomes, mudam-se os percentuais, corrigem os salários do pessoal da ativa e os da reserva irão a cada vez mais se distanciar…. Para baixo!!!
Esse é o grande problema!!!
Pensem no futuro!!! 10, 20 e 30 anos a frente…
TODOS TIVERAM SEUS CURSOS E MÉRITOS COMPATÍVEIS COM SUA ÉPOCA E A NECESSÁRIA DA FORÇA HA SUA ÉPOCA!!!
ACABANDO-SE COM A PARIDADE ENTRE ATIVOS E INATIVOS NÃO VALE MAIS A PENA “FINANCEIRAMENTE” SER MILITAR!!!
Vc trabalhar 35 anos sem a maioria dos direitos trabalhistas, não ter mais certeza se alcançará o topo da remuneração do seu quadro, ter o receio de aparecer curso há 2 meses antes de vc ir para reserva e “nova perda salarial”…
Que incentivo é esse?
Que segurança social é essa?
Que reconhecimento é esse?
A ÚNICA CERTEZA QUE EU TINHA, SEM FGTS, SEM ADICIONAL NOTURNO, PERICULOSIDADE, HORAS EXTRAS, INSALUBRIDADE ETC… ERA QUE MEU SALÁRIO NA RESERVA SERIA O MESMO DA ATIVA!!!
TIRANDO ISSO, SOBRA O QUE???

—————————-

Um despertar

J.Almeida (Comentário no site)

O PL1645, PELO MENOS ESTÁ SERVINDO PARA QUE POSSAMOS FAZER REFLEXÕES DE COMO O ESTAMENTO SUPERIOR – COMO GOSTA DE SE REFERIR O SENHOR PORTA VOZ DO JB, TRATA SEUS PARES DO ESTAMENTO HIERARQUICAMENTE INFERIOR, AO LONGO DA HISTÓRIA, DESSE BRASIL, DE FATO!

EXCELENTE COMENTÁRIO – AUTOR DESCONHECIDO

Militares sempre foram doutrinados a não se politizarem e a obedecerem cegamente as ordens de seus superiores sem questionamentos, talvez por isso nós, praças, ao longo do tempo pouco observamos que no andar de cima sempre houve discriminações e sectarismo contra o andar de baixo, as políticas sociais intra forças armadas sempre foram de sobras e esmolas e que mesmo assim, tínhamos que ser gratos e condescendentes.

Nunca fomos críticos das prerrogativas e diferenças de tratamento dadas aos nossos superiores assim como nunca percebemos a necessidade de termos representantes no parlamento pois achávamos que nossos Estados Maiores, nossa alta administração cuidaria dessas coisas para nós com equidade e justiça, que nossas forças e empenho deveriam ser empregados nas nossas atividades fins. Ledo engano! Se tivéssemos prestado atenção um pouquinho mais no nosso dia a dia, nas aulas de história, nas intrínsecas atitudes de nossos superiores teríamos acordado mais cedo e observado que na verdade, no olhar oblíquo, sectário e egoísta do andar superior, somos apenas números, meios para que alcancem seus objetivos, passarela para pisarem, ponte para cruzarem obstáculos, em linguagem coloquial, bucha de canhão.

A história é factual, conta a verdade e é clara. Este PL1645 é o despertador de praças, o clareador de ideias.

Disciplina sim, subserviência não, hierarquia sim, abuso de autoridade não, respeito mútuo sim, desrespeito não.

Quando a liderança é boa e os objetivos são nobres e justos, os liderados jamais questionam.

O Brasil espera que cada um cumpra com o seu dever.

====

Agradecemos aos leitores pelos relevantes comentários // 

Revista Sociedade Militar – A Revista Militar do Brasil – O SER HUMANO é nossa melhor arma.

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top