Forças Armadas

“Generais não têm poder para modificar projetos de lei”, diz líder de associação de militares que desaconselha manifestações no dia do veterano na “porta de quartéis”

“Generais não têm poder para modificar projetos de lei”, diz líder de associação de militares que desaconselha manifestações no dia do veterano em “porta de quartéis”

A Marinha do Brasil pretende realizar homenagens a militares da reserva no dia do veterano, próxima quinta-feira, 10 de outubro. A Revista Sociedade Militar foi informada por leitores que militares pretendem realizar, na frente da Casa do Marinheiro, que fica na avenida Brasil – RJ, atos reivindicando mudanças no PL1645/2019, que trata da reestruturação dos militares das Forças Armadas.

O projeto de lei realmente é polêmico e tem provocado uma movimentação atípica, principalmente entre graduados na reserva. Estes defendem mudanças por acreditar que – caso o projeto seja aprovado – muitos ficarão prejudicados, principalmente os que foram para a reserva entre 2001 e 2019.

Divergências

Militares que convocam a manifestação para o dia 10 advertem para que a mesma seja ordeira e pacífica. Todavia, nas redes sociais circulam vídeos e textos que expressam outra visão sobre o ato, marcado para a frente de um quartel.

Ubirajara da Rocha, presidente da Associação Brasileiro Bancada Militar de Praças, publicou gravação onde diz que não é aconselhável que se faça manifestações na frente de quartéis porque os generais não teriam nesse momento responsabilidade por mudanças no PL1645/2019.

pessoas convidando para manifestações, não sou contra manifestações, manifestação no lugar certo e sempre bom, mas eu acho que fazer manifestação na porta de quartel é algo que não coaduna com militares… meu conselho é que não apareçam lá para manifestação, ali é um ambiente de confraternização, não é lugar para manifestação porque quem tem o poder são os deputados, senadores, nosso presidente… eu não mando em ninguém, mas meu conselho é que não vão fazer manifestação na porta de quartel…”

A Revista Sociedade Militar entrou em contato com o Suboficial RM1 Ubirajara, o mesmo confirmou que na sua visão as questões relacionadas a projetos de lei devem ser tratadas no local certo, que para ele é o Congresso Nacional. Ubirajara disse ainda que tem informações seguras de que o presidente da república Jair Bolsonaro já estaria ciente dos problemas existentes no projeto de lei, e que o Pres. República vai modificar o texto do projeto de lei quando chegar o momento certo.

O líder tem divulgado nas redes sociais um texto reafirmando sua posição:

BOA TARDE A TODOS!  TENHO DADOS, DE FONTE SEGURA , DE QUE BOLSONARO NÃO DEIXARÁ OS GRADUADOS NO PREJUÍZO! O NOSSO POSICIONAMENTO AGORA É MUITO IMPORTANTE! A POSTURA CONFIANTE DA ABBMP SERÁ O DIVISOR DE ÁGUAS EM RELAÇÃO AS DEMAIS ASSOCIAÇÕES!  TORNAR ISSO PÚBLICO, SIGNIFICA ESTAR ACIMA DAQUELES QUE PERDERAM A FÉ, E QUE  ATRIBUEM JUÍZO DE VALOR, ANTES MESMO DA  AÇÃO DO PRESIDENTE QUE ELEGEMOS!  BOLSONARO NÃO COMETERÁ O ERRO DE TRAIR OS GRADUADOS! BRASIL ACIMA DE TUDO E DEUS ACIMA DE TODOS! /Presidente da ABBMP

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top