Política Brasil

“Criar um ambiente propício para a desobediência Civil” Discurso de CIRO GOMES é visto como confissão de que há sim interesse em se propagar o caos

Discurso de CIRO GOMES é perigoso, prega a DESOBEDIÊNCIA de governadores e sociedade, mas aposta que militares não farão INTERVENÇÃO em momento de crise

“a burocracia do PT parece não ter aprendido nada… O Lula é um irresponsável e não tenho vontade de ficar repetindo essa afirmação… Precisa criar um ambiente no País para uma ampla desobediência civil. Se ele tomar a decisão de impor uma quarentena vertical, os governadores devem simplesmente desobedecê-la…”

Em sites e tabloides ligados à esquerda Ciro Gomes é apresentado como “presidenciável” e mantém desde as eleições passadas um discurso de campanha.  Ciro disse que daqui a três meses a humanidade será outra, que no futuro, para arrecadar fundos, taxaria as grandes fortunas, mas que no momento o governo tem sim dinheiro para cuidar da crise”. Algumas frades do “coronel” são para muitos a confirmação de que há sim por parte de alguns o interesse em fazer-se crer que o país está na beira do caos.

Texto de leitor do site (G. Trigueiros  – redes sociais). “Leiam com muita calma toda essa pataquada e não subestimem. Não fiquem, ahn mas é bravata….ahn mas, ele é isso ou aquilo outro, ahn mas é só “pulitica” . Não, mas mas mas coisa alguma !!!!…Chega do povo de direita, do povo conservador achar que isso é normal ou ficarmos passando panos quentes ou que não vai dar em nada etc etc. Está na hora de atuar da forma correta, ou seja, na forma da LEI e com Rigor ! (Sim, é caso de aplicação da Lei de Segurança Nacional)…

Impeachment

À carta Capital Ciro disse que na verdade Bolsonaro está preocupado com um possível processo de impeachment: “A estratégia visa formar um gueto de apoio agressivo que, neste momento, dissuade qualquer tentativa de impeachment. Com 25% ao lado dele, os políticos não vão considerar a possibilidade de removê-lo do poder agora. E o que vai acontecer ao longo da crise. Serão 5 mil, 7 mil, 30 mil mortos. Em um cenário otimista, com todas as medidas tomadas, de 5 mil a 7 mil mortos. É o que o dono do Madero falou: vão ser 7 mil. É o que dizem os relatórios da Agência Brasileira de Inteligência. A economia vai recuar 6%, 7% do PIB e aí ele vai querer botar a culpa naqueles que fizeram o esforço para que a conta não chegue a 100 mil mortos. A lógica é essa.”

Leitos na Marra e desobediência civil

“Precisa criar um ambiente no País para uma ampla desobediência civil. Se ele tomar a decisão de impor uma quarentena vertical, os governadores devem simplesmente desobedecê-la. Aqui no Ceará não vamos aceitar. Está determinada a quarentena, ela é radical. Vamos importar leitos de UTI, não vou dizer de onde, pois, se for necessário, traremos na marra. “

Os militares

Sobre os militares o coronel nordestino apenas repete o que grande parte dos veículos de comunicação dizem, que estariam incomodados com “contaminação da imagem das Forças Armadas. … general Edson Pujol, chefe do Exército, deu uma declaração importante direcionada às tropas que vai na contramão do que o governo tem dito. Mas eles estão no co- mando. O Bolsonaro está cercado por generais. O diretor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Antonio Barra Torres, é contra-almirante…”

Sobre intervenção Militar

“O problema real, econômico e sanitário, afasta qualquer grupo da hipótese de assumir essa responsabilidade no meio da crise. Falo claramente dos militares.”

Extratos de entrevista publicada na Carta Capital: https://www.cartacapital.com.br/politica/ciro-gomes-propoe-rebeliao-da-populacao-de-governadores-e-prefeitos-contra-bolsonaro/?fbclid=IwAR38nlUy6ghdEghknc_peXKhzQxs1dXwLNT107q4McTEEiDDitFdZLAWkTI

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top