fbpx
Geopolítica / Religião.

Trump faz declarações sobre MILITARES e imigrantes

donand trump e militares
Compartilhe

donand trump e militares

“…os militares não seguiriam ordens absurdas de Donald TRUMP”

Como dissemos aqui na Revista Sociedade Militar, agora que Donald Trump praticamente se consagrou como o candidato dos republicanos, deve iniciar sua busca pelo eleitor chamado mediano, longe dos extremos da linha de posicionamentos políticos.

Segundo a oposição, Donald Trump teria declarado há apenas algumas semanas que aqueles militares que foram capturados nas guerras merecem menos respeito que aqueles que permaneceram combatendo. A alusão de TRUMP foi claramente uma farpa contra o senador John McCain, que passou 5 anos preso no Vietnan, mas a oposição a usou na tentativa de manipular militares, que em maioria apóiam o republicano.

Essa semana, depois da informação de que possui o número necessário de delegados para se tornar o candidato do partido, o empresário parte já em busca de eleitores com menor entusiasmo político, aqueles conhecidos como “menos radicais”. Trump deve começar a tocar em demandas de expressão nacional, como a questão da assistência aos militares da reserva.

Opositores continuam dando declarações importantes. O ex-chefe da CIA e NSA Michael Hayden disse que os militares não seguiriam ordens absurdas de Donald TRUMP caso chegasse à Casa Branca. Ele comentou também que o candidato teve a oportunidade de ir para o Vietnam, mas teria inventado desculpas. Ao final da entrevista ao HBO Haydem fez um acréscimo, disse que era óbvio que os militares não fomentariam uma rebelião caso TRUMP fosse eleito, e repetiu “they’d just refuse to obey unlawful orders” (eles apenas se recusariam a cumprir ordens ilegais”

Declarações de TRUMP

O pré-candidato declarou nesse final de semana que os EUA tem dado melhor tratamento para os imigrantes do que para os militares veteranos de guerra e suas famílias. “Nós não vamos permitir que isso aconteça por mais tempo“, disse.

Entre os simpatizantes de TRUMP estão vários grupos de motociclistas. Extremamente nacionalistas eles comparecem em massa aos comícios dos republicanos e funcionam como uma espécie de barreira de contenção contra os raivosos grupos de democratas que tentam atrapalhar os eventos.

Um deles, Louis Naymik, 52, de Clarksburg, Maryland, que serviu na Guarda Nacional do Exército Ohio por quatro anos, declarou: “Estamos vivendo em tempos históricos no nosso país, hoje, com a eleição e a escolha de um novo presidente. E eu só queria dar honra aos que caíram e sacrificaram suas vidas para o nosso país.”

Naymik faz uma alusão aos militares e as promessas de TRUMP de retornar para os EUA o status que possuía antes como nação mais influente do planeta. Trump tem também em mãos 6 milhões de dólares que arrecadou para obras de caridade entre militares veteranos de guerra.

Outra declaração de Naymik chama a atenção, ele diz que TRUMP não é um político profissional.

“O que eu gosto sobre Trump é que ele é um de nós. Ele não é um político”

Revista Sociedade Militar

Compartilhe
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top