fbpx
Forças Armadas

Reunião no Palácio do Planalto – constrangimentos – últimas informações

Compartilhe

A reunião ocorrida no Palácio do Planalto nessa terça-feira (15/09/2020) – na Secretaria de Governo – contou com um único representante dos graduados das Forças Armadas, o suboficial Márcio Rodrigues. Segundo anteriormente já informado pela Revista Sociedade Militar, o senador Izalci Lucas não participou.
.. 
Segundo apurado, a coisa foi de certa forma constrangedora porque muita gente esperava que se saísse do gabinete da SEGOV com alguma resposta concreta sobre os problemas da lei 13.954. Nessa tarde de terça-feira nas redes sociais de militares das Forças Armadas, oficiais e praças, o principal assunto era a possibilidade de correções na lei de reestruturação dos salários. Muitos acreditavam que a repercussão do protesto ocorrido na Avenida Brasil, no Rio de Janeiro, onde militares da reserva chamaram o presidente de traidor e gritaram palavras de ordem poderia forçar o governo a recuar e de fato se mover para atender às demandas de parte da tropa.

Ao contrário do que muitos pensam, não são somente graduados que se sentem prejudicados com a nova lei 13.954. Oficiais que não possuem cursos de altos estudos constantemente enviam e-mails para a Revista Sociedade Militar e reclamam de que o aumento dos percentuais para a vantagem e a falta de um mecanismo de compensação gerou uma discrepância enorme, fazendo com que salários de oficiais e praças mais modernos ultrapassem em muito salários de gente muito mais antiga, no mesmo posto ou graduação, na reserva ou não.

Contudo, segundo o militar que participou, foi: “mais do mesmo… não estavam presentes membros da defesa. A reunião acabou chamando a atenção para a realização de outra reunião. Será feito um chamamento das três forças e CONJUR para estudar os pleitos e o único pleito mais urgente se refere a questões do atendimento médico de alguns beneficiários…

Graduados e familiares que estavam nas imediações do Palácio do Planalto, como a senhora Ivone Luzardo e a suboficial da Marinha Rosemira, reforçaram em vídeo divulgado por meio das redes sociais a necessidade de uma manifestação para chamar a atenção para os problemas da lei 13.954. Um ato já está marcado para o próximo mês.
.
Pedimos desculpas pela falha no título anterior, inadvertidamente entrou parte de outro texto, a frase “suspeita de armação”, mas já foi corrigido.
Abaixo vídeo divulgado nas redes sociais

Posted by Catarina Villas Boas on Tuesday, September 15, 2020

Revista Sociedade Militar

 

 

Compartilhe
Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top