fbpx
Política Brasil

Movimentos negros querem impedir que sua bandeira seja incorporada a atos de ANTIFAS

Integrantes do movimento negro reuniram-se nessa quarta-feira (03/06) com representantes da Polícia Militar e Casa Militar do Paraná em frente ao Palácio Iguaçu. A intenção foi reafirmar as legítimas reivindicações de grupos que não se envolvem em atos de vandalismo ou qualquer ação contra a ordem pública e exercer um necessário direito de resposta sobre essa questão. Muitos da grande mídia têm associado movimentos contra o racismo às confusões que tem ocorrido em diversos locais do país.

“É importante desfazer a confusão criada por atos de vandalismo da última segunda-feira e que não têm a ver com o movimento. Os responsáveis devem ser punidos pelos atos que cometeram. E a luta contra o racismo deve ser de todos nós!

Veja o texto do Centro Cultural Humaitá: “… Durante vinte minutos, negros e negras “em movimento” reuniram-se com representantes da PM e da Casa Militar, em frente ao Palácio, para reafirmar as legítimas reivindicações do movimento Vidas negras importam e do Movimento antifascista; exercer o seu direito de resposta, “escurecendo” fatos, desmontando mentiras, desfazendo a confusão criada e afirmando os valores legítimos que foram manchados pelos atos de vandalismo – sem aglomeração, para não expor nossos irmãos e irmãs ao risco de contagio.

Muito foi dito – e muito mais ainda precisa ser dito para restabelecer a verdade e a destruição que vem sendo causada em todo o país pelos grupos racistas e nazifascistas que vem ganhando cada vez mais voz e vez desde as últimas eleições.

Direito de resposta.

Mais do que nunca, o debate sociológico e político precisam ser firmes e objetivos. Não podemos permanecer calados enquanto uma multidão se pronuncia em defesa de valores superados, mentiras explícitas, confusão e caos, argumentos racistas, nazifascistas ou ditatoriais.

Umberto Eco disse: “A internet deu voz a uma multidão de imbecis”.

Martin Luther King disse: “O que me assusta não é o grito dos maus, dos sem caráter, dos sem ética, mas o silência dos bons”.

Precisamos exercer o nosso direito de resposta sempre.”

Revista Sociedade Militar

Click to comment

You must be logged in to post a comment Login

Leave a Reply

Mais acessados da semana

To Top